Dicas

Escolhendo o vinho sem complicação

como escolher vinhos

Um vinho sempre fica melhor quando degustado em boa companhia e combinado com um delicioso prato. Em um restaurante, um sommelier ou um especialista pode ajudá-lo a selecionar um vinho perfeito para acompanhar a sua refeição, mesmo que você não saiba muito sobre o assunto. Mas, e na hora de escolher o vinho que você vai servir em casa?

É bom ressaltar que quase sempre essa escolha é bastante subjetiva. Saber escolher o vinho certo significa considerar vários fatores – incluindo a ocasião, preferências de sabor, rótulos e preços. Embora a combinação desses fatores seja diferente para cada pessoa, algumas dicas podem ajudar qualquer pessoa a encontrar uma garrafa de vinho perfeita.

Uma dica para quem é novato no assunto é começar com um branco ou rosé. Assim como suas preferências alimentares evoluem à medida que você amadurece, os vinhos de que você gosta também tendem a mudar com o tempo. Começar com um vinho de corpo mais leve pode ser um passo para aprender a desfrutar de uma variedade maior de vinhos no futuro.

Outra dica importante é sempre considerar a ocasião. Se você vai servir vinhos a amigos e familiares em um encontro e não tem intenção de fazer uma harmonização, vale disponibilizar rótulos brancos e tintos. Como as preferências de vinho são muito subjetivas, ter um de cada é uma chance maior de agradar muitos paladares. Você também pode optar por vinhos que ficam mais perto do meio do espectro em doçura, acidez e corpo. Sabores mais equilibrados ou moderados provavelmente farão sucesso.

como escolher vinhos

Para harmonizar sem complicação

Se você deseja encontrar um vinho para aquela refeição cuidadosamente elaborada, a regra geral é: vinhos brancos para pratos mais leves, como frango e peixe, e vinhos tintos para pratos mais pesados, como carne e cordeiro.

O objetivo geral de escolher o vinho para harmonização é encontrar um rótulo que complemente ou contraste os sabores. Uma boa harmonização garante uma explosão de sabor e transforma a refeição em uma experiência cheia de prazer.

Algumas dicas:

1. Alimentos ácidos pedem um vinho ácido. Se você escolher um vinho com baixa acidez para acompanhar uma refeição com maior acidez, como refeições com frutas cítricas ou peixes, com certeza ficará desapontado. A acidez na comida dominará o vinho, deixando o seu paladar com muito a desejar. Nesse caso, é melhor encontrar um vinho com maior acidez para combinar com sua refeição.

2. Alimentos salgados são o parceiro perfeito para vinhos mais doces. A combinação de salgado e doce é um clássico que também funciona no mundo dos vinhos.

3. Alimentos gordurosos funcionam melhor com vinhos mais potentes, altamente ácidos ou superiores. Uma harmonização clássica por exemplo é bife e vinho tinto seco. A acidez também funciona muito, e é a razão pela qual o beurre blanc – molho de manteiga de vinho branco – é tão popular. A acidez no vinho corta a gordura. Essa dica também é útil ao selecionar um vinho para saborear com a sobremesa – um cheesecake rico é a combinação perfeita para um vinho de alta acidez.
As mesmas sensações de sabor acontecem quando harmonizamos alimentos gordurosos com vinhos com maior teor alcoólico, mas lembre-se que estes devem ser saboreados em ritmo lento.

4. Espumantes e frisantes harmonizam com entradas diversas, saladas, petiscos e, dependendo da doçura do espumante, algumas frutas e sobremesas.

queijo e vinho

As dicas acima podem ser vistas como um pequeno ponto de partida para que você comece a escolher vinhos para acompanhar suas refeições, mas é importante não ficar preso às regras e descobrir o que mais lhe agrada. É sempre bom lembrar que cada pessoa percebe os gostos de forma distinta. Um prato pode ser mais picante, ácido ou amargo para uma pessoa do que para outra.

Uma vez que você tenha encontrado um rótulo que lhe agradou muito, anote! O nome do vinho, a região e a variedade de uvas podem ser utilizados para consultas futuras. Encontrar um “bom vinho” é realmente o que você prefere, portanto, acompanhar o que você gosta e o que não gosta irá ajudá-lo a escolher vinhos cada vez melhores!
Muitos aplicativos para smartphones permitem que você registre suas experiências no mundo dos vinhos. Manter essas anotações à mão no telefone também significa que elas estarão com você na próxima vez que fizer uma compra.

Uma dica final. Quando encontrar um vinho que goste, escolha algo semelhante da próxima vez. Tente a mesma região, mas com uma variedade diferente de uvas ou vice-versa. Em breve, você começará a entender exatamente quais são suas preferências e escolher uma boa garrafa de vinho será fácil.

E nada de restrições! De vez em quando, experimente uma nova variedade de uva. Embora suas notas sejam valiosas para ensinar mais sobre o tipo de vinho que você gosta, é importante se arriscar de vez em quando. À medida que você experimenta mais vinhos, seu gosto pode mudar. Então, teste diferentes combinações, arrisque e, o mais importante: não tenha medo de errar!

SELEÇÃO DE ITENS PARA VINHO
Previous Post
13 de março de 2020
Next Post
13 de março de 2020

Os comentários estão desabilitados.

Related Posts

O que é banneton Como fazer bolo espiral colorido