Categoria

Sobremesas

Receitas Sobremesas

#FestaJunina – Canjica

canjica

Canjica é um prato tipicamente brasileiro muito consumido nas Festas juninas, mas que também pode ser uma opção de sobremesa o ano inteiro.

Acredita-se que a canjica tenha chegado ao Brasil com os escravos e era um alimento bastante comum nos quilombos e senzalas. Da senzala para a casa grande, a canjica ganhou novas versões e ingredientes e se tornou um prato bastante popular. De preparo fácil, ela pode ganhar ingredientes extras como leite condensado, doce de leite e amendoim e também pode ser preparada em versões gourmet, com ingredientes como laranja e mel.

Para servir, que tal uma mini cocotte? Canecas, xícaras, pequenos bowls e ramekins também são ótimas opções.

Aqui, a versão clássica, perfeita para festas juninas e noites frias.

Ingredientes

1 ½ xícara (chá) de Canjica de Milho
1 ½ litro de água
3 ramas de canela em casca
1 ½ xícara (chá) de açúcar
100g de coco ralado
4 xícaras (chá) de leite integral (800 ml)
Canela em pó para decorar (opcional)

Em um bowl, junte a canjica e cubra com água. Deixe de molho de um dia para o outro.
Escorra a água e coloque em um uma panela de pressão. Cubra com a água (1½ litro) e a canela em rama.
Cozinhe a canjica por 30 minutos após o início da pressão.
Desligue o fogo. Após acabar a pressão, abra a panela e acrescente o açúcar, o coco ralado e o leite.
Leve ao fogo novamente com a panela destampada até engrossar.
A canjica pode ser servida fria, morna ou quente, polvilhado com canela.

Você também vai gostar:
Cuscuz Paulista
Quentão
Bolo de Milho

Receitas Sobremesas

Especial Churrasco: Papillote de Frutas com Sorvete

fruta no papillote

Preparando Churrasco? Aproveite e faça também a sobremesa direto na brasa! Este Papillote de Frutas é uma maneira deliciosa de finalizar um churrasco. Servido com sorvete, ele vira ainda uma opção refrescante para o verão.

O preparo é tão simples e pode ser feito com as frutas de sua preferência. Vale apenas lembrar que frutas mais macias cozinham rapidamente e as mais duras levam mais tempo. Portanto, a dica é utilizar frutas com consistências similares na hora de montar o papillote. Assim, você não corre o risco de ter frutas no ponto e outras não na hora de servir.

Sugestão:
3 pêssegos em fatias grandes
3 ameixas frescas em fatias (com a casca)
3 colheres de sopa de manteiga sem sal
3 colheres de sopa de mel
1/4 colher de chá de canela
sorvete para finalizar (pode ser substituído por iogurte grego ou chantilly)

Corte 4 pedaços de papel alumínio. Divida os pêssegos e as ameixas em uma única camada no centro dos 4 papéis. Regue o mel sobre as frutas e polvilhe com canela. Dobre o papel alumínio, fazendo dobras sobrepostas, formando uma espécie de “envelope”.

Coloque os envelopes na grelha da churrasqueira (parte superior) e asse até que as frutas estejam macias. O tempo vai depender do tipo e do tamanho das frutas mas, geralmente, com fogo médio-alto, 30 minutos são suficientes.

(CONFIRA NOSSA SELEÇÃO DE GRELHAS PERFURADAS)

Para servir, abra o papillote em um prato (cuidado com o valor!) e finalize com o sorvete de sua preferência.

Construa ainda mais camadas de sabor!

Adicione gotinhas de limão às frutas ou as raspinhas da casca (utilize um zester!) pra garantir um equilíbrio de acidez. Suco de laranja também ajuda a adoçar, no caso de estar preparando frutas menos doces.

Para deixar ainda mais perfumado e saboroso, aposte nas ervas aromáticas frescas: alecrim, manjericão, hortelã… uma delícia!

Que tal um elemento crocante? Finalize com castanhas de sua preferência moídas. Surpreendente!

itens para churrasco
Receitas Sobremesas

Peras ao Vinho

peras_ao_vinho

Uma sobremesa simples e saborosa, as Peras ao Vinho impressionam com sua elegância. A receita traz equilíbrio de sabores doces, temperados e frutados, e a cor a transforma em uma linda sobremesa, prefeita para encerrar um jantar especial.
O preparo é fácil e pode ser feito com antecedência – a pera mantida no vinho absorve ainda mais o sabor.

A pera
O ideal para esta receita é que as peras não esteja maduras demais, para que resistam firmes o tempo de cozimento. Além do mais, será necessário manejá-las na panela e, se estiverem muito maduras, este pode ser um trabalho mais difícil. Na dúvida escolha peras maduras e firmes. Willians e D’Anjou são boas escolhas para esta receita. Fique de olho no tamanho também. As mini peras são ótimas opções porque absorvem ainda mais o sabor do vinho, além de ficarem muito elegantes na hora de servir, mas ao escolhê-las preste atenção ao tempo de cozimento.

O vinho
A regra aqui é bastante simples – cozinhe com um vinho que você gosta de beber. Uma vez que o vinho tinto será fervido com especiarias e açúcar, seu sabor tende a ficar mais concentrado. Cabernet Sauvignon ou Merlot são boas escolhas.

Especiarias
Quase todas funcionam e o uso vai depender totalmente do gosto – a receita é bastante versátil e pode ser feita com seus sabores favoritos. Canela, anis estrelado, cravo, casca de laranja e baunilha são ótimas combinações.

A panela certa
É importante usar a panela certa para esta receita – o ideal é que a peras se encaixem perfeitamente nela, com apenas um pequeno espaço de manobra. Também é preciso que as peras fiquem total ou parcialmente submersas, na posição vertical, então a panela não deve ser muito rasa.

Ingredientes

100gr de açúcar
1 pedaço grande de casca de laranja
8 a 10 cravos
1 pau de canela
2 xícaras de vinho tinto
½ xícara de água ou suco de laranja
2 colheres de chá de extrato de baunilha
3 a 6 peras médias

Modo de Preparo

Coloque todos os ingredientes (exceto as peras) em uma panela. Leve ao fogo mexendo até que o açúcar esteja dissolvido.
Apenas quando o líquido começar a ferver descasque as peras finamente, mantendo o cabinho e fazendo um corte reto na base – isso ajuda a manter as peras em pé na panela. Manter as peras descascadas por muito tempo faz com que comecem a escurecer rapidamente.

CONFIRA NOSSA SELEÇÃO DE DESCASCADORES

Disponha as peras descascadas na panela, abaixe o fogo e cozinhe por 20 a 25 minutos, girando-as com cuidado a cada 5 minutos para garantir que cozinhem uniformemente, incluindo as partes superiores.

Quando cozidas, desligue o fogo e deixe-as no vinho até o momento de servir.

Sugestões para servir: acompanhe com mascarpone, chantilly ou sorvete de baunilha.

Confira também a receita de PERA COM ESPECIARIAS.

Receitas Sobremesas

Sobremesa de Páscoa: Ovinhos de Semifreddo

sobremesa_pascoa

Se você procura uma sobremesa para a Páscoa, vai se encantar com esses ovinhos de chocolate preenchidos com Semifreddo – um doce que não é um sorvete, mas é macio e servido congelado. Aqui ele ganha casquinha de chocolate ao leite e branco e recheio com sabores de baunilha e chocolate. Na hora de servir, use a criatividade – que tal uma bandeja de ovos por exemplo?

INGREDIENTES

Para os ovos de Semifreddo de baunilha:
2 ovos
2 ml de extrato de baunilha
100 g de açúcar refinado
250ml de creme de leite fresco
200g de chocolate ao leite

Para os ovos de Semifreddo de chocolate:
2 ovos
100 g de açúcar refinado
250ml de creme de leite fresco
100g chocolate amargo 70%
200g de chocolate branco

MODO DE PREPARO

Sabor baunilha:
Em uma panela pequena, coloque água (cerca de 4cm de profundidade) para ferver, em seguida, reduza o fogo. Coloque os ovos, a baunilha e o açúcar refinado em uma tigela de vidro ou inox sobre a panela e bata até ficar leve e fofo. Tire do fogo e deixe esfriar. Bata o creme de leite até ficar firme e acrescente à mistura de ovos. Reserve.

Ferva a água em uma panela, em seguida, abaixe o fogo. Quebre o chocolate em pedaços e coloque em uma tigela de vidro ou inox sobre a panela para derreter (a água não deve tocar no chocolate, apenas cobrir o fundo da panela!).  Use o chocolate derretido para pincelar os moldes do ovo de Páscoa (use molde de ovos pequenos, do tamanho de um ovo comum). Leve à geladeira até ficar duro e repita o processo mais três vezes. Preencha cada molde com uma colher do semifreddo e deixe congelar durante a noite. Desenforme e cole as duas metades juntas (elas grudam automaticamente). Decore com chocolate derretido e mantenha no freezer até servir.

Sabor chocolate:
Repita o mesmo processo com os ovos, açúcar refinado e creme como acima. Ferva a água em uma panela. Desligue o fogo para ferver. Quebre o chocolate amargo em pedaços e coloque em uma tigela refratária sobre a panela para derreter. Adicione o chocolate derretido à mistura de ovos e misture bem.

Repita o passo anterior com o chocolate branco, pincelando os moldes de ovo de Páscoa com o chocolate derretido. Leve à geladeira até ficar duro e repita o processo mais três vezes. Siga o mesmo processo do sabor baunilha.

Dicas Receitas Sobremesas

Panna Cotta – do Piemonte para sua mesa

panna cotta

Prima do pudim e do flan, a panna cotta é uma sobremesa tradicional da região do Piemonte na Itália, reconhecida inclusive pelo governo da região, que leva basicamente três ingredientes em seu preparo: creme de leite, açúcar e baunilha, mas o uso de gelatina já foi incorporado em diversas receitas – o que diminui o custo e permite que o ponto seja alcançado com mais facilidade. O nome significa creme cozido e, embora a receita tradicional ainda seja a mais comum, o doce já é conhecido também por suas inúmeras variações. Seu sabor neutro aceita muito bem diversos tipos de caldas ou compotas de fruta, o que a torna uma sobremesa extremamente versátil e perfeita para dias de calor.

A gelatina

Se você apostar no método mais comum (e rápido), escolha gelatina sem sabor para sua panna cotta, em pó ou em folha, e certifique-se de que ela esteja completamente dissolvida antes de adicioná-la à sua mistura de creme. E nada de exagerar na quantidade de gelatina! A gelatina mantém a sobremesa firme mas uma boa panna cotta tem que balançar, tem que quase não segurar o seu formato – isso faz toda a diferença!

A proporção entre o teor de gordura e a gelatina é a chave para uma panna cotta perfeita, mas não deixe que isso o impeça de brincar com os ingredientes cremosos que você escolher para o seu prato. Enquanto creme de leite é o preferido, uma panna cotta também pode ser feita com leite, leitelho e até mesmo opções de baixo teor de gordura, como leite desnatado. A sobremesa também aceita bem substituições alternativas sem lactose, como leite de coco (ou creme), leite de soja e até mesmo seu leite de castanhas favorito (como amêndoa ou avelã por exemplo). Versátil, lembra?!

Só fique atento a uma coisa: quanto menor o teor de gordura, especialmente se você usar leite desnatado ou sem lactose, maior será a probabilidade de aumentar a quantidade de gelatina usada para manter o equilíbrio das proporções.

Temperatura certa

Não ferver! Esse é o lema – ou deveria ser – para aquecer sua base de creme e açúcar. Sempre vá devagar quando você aquecer creme para uma sobremesa à base de laticínios – isso significa manter sempre a temperatura ligeiramente abaixo do ponto de ebulição, por isso não saia de perto enquanto você está aquecendo sua base.

Lembre-se! Nunca deixe sua gelatina ferver – gelatina fervida não vai engrossar e sua panna cotta pode não firmar o suficiente. Além disso, certifique-se de não usar água fervendo em sua gelatina pois ela não tolera bem temperaturas superiores a 54ºC.

Apresentação

Se você planeja desenformar sua panna cotta para servir, não se esqueça de resfriá-la por cerca de quatro horas antes de tentar desenformá-la
Os moldes de panna cotta perfeitos são pequenos, apenas cerca de 180/200gr. Unte cada molde com um óleo neutro e sem sabor – e use uma mão leve ao fazê-lo – para obter melhores resultados.
Além disso, passe uma faca ao redor da borda de cada um para liberar ou mergulhe cada molde por apenas alguns segundos em um recipiente raso com água quente.

E se a sua panna cotta não desenformar lindamente? Quer evitar esta dúvida? Prepare sua panna cotta em um lindo recipiente transparente – copos, tigelas e até mesmo potes são ótimas opções e também produzem aquele efeito uau na hora de servir.

Agora que você já está apaixonado por esta sobremesa italiana, mãos a obra!

Ingredientes

2 xícaras ou 500 ml creme de leite fresco
1/2 xícara de leite
1 colher de sopa de gelatina em pó sem sabor
2 colheres de sopa de água
1 fava de baunilha ou 1/2 colher de chá de extrato ou essência de baunilha
5 colheres de sopa rasas de açúcar
óleo para untar as forminhas
8 moldes de alumínio de 100ml (você também pode optar por não desenformar, neste caso use copos de vidro ou acrílico, potes de compota, potes de sobremesa)

Modo de preparo

Coloque a água em uma tigela pequena, polvilhe a gelatina por cima e misture bem. Deixe amolecer por pelo menos 2 a 3 minutos.

Abra a fava de baunilha ao meio no sentido do comprimento com a ajuda de uma faquinha de ponta. Retire as sementes do interior da fava raspando com o outro lado da lâmina. Reserve.

Unte o interior dos moldes com uma leve camada de óleo e reserve. Não unte caso esteja usando outros recipientes e não queira desenformar.

Em uma panela pequena, misture o creme de leite, o leite, o açúcar e as sementes de baunilha. Leve ao fogo médio/baixo e cozinhe sem deixar ferver, apenas até o açúcar diluir completamente. Retire do fogo e misture a gelatina amolecida. (espere o liquido esfriar para misturar o extrato ou essência de baunilha, se estiver usando).

Com uma concha, encha as forminhas untadas e leve a geladeira por 6 horas ou durante a noite. Se for fazer com mais de 24 horas de antecedência, esteja ciente de que o resultado pode ser uma panna cotta um pouco mais firme.

Cerca de 10 minutos antes de servir, passe uma faca de ponta redonda e lâmina fina em torno do molde e vire no prato de servir. Caso não desenforme, coloque um pouco de água fervente em um recipiente e coloque o molde dentro por alguns segundos para esquentar o fundo e tente desenformar outra vez.

Na hora de servir cubra com a calda já fria.

Use a criatividade para a calda de sua panna cotta ou aposte na versão clássica:

Calda de Frutas Vermelhas
250g de frutas vermelhas de sua preferência
100g de açúcar

Leve o açúcar e as frutas, se forem morangos devem ser picados, ao fogo por 5 a 6 minutos até formar uma calda.
Espere esfriar e espalhe sobre a panna cotta.

panna cotta panna cottapanna cotta

Tudo na medida! Confira uma seleção para medir e pesar os ingredientes de suas sobremesas.

Receitas Sobremesas

Marshmallow caseiro

marshmallow

Quem não se rende a um delicioso chocolate quente em pleno inverno? Mas, e se o que é bom puder ficar ainda melhor? Como? Com marshmallows caseiros!
Longe de saquinhos industrializados, um marshmallow caseiro ganha em sabor e textura e sua produção pode ser uma tarefa divertida. Ainda que com etapas que só podem ser feitas por adultos, depois do prontos os marshmallows podem fazer a alegria da criançada – que tal chamá-las para preparar deliciosos espetinhos coloridos? Basta espetar os marshmallows cortados em palitos para churrasco, banhar em chocolate derretido e usar a criatividade nos confeitos.

marshmallow

Os adultos também vão de render! Além do chocolate quente, a versão caseira de marshmallow é uma ótima opção para a fondue de chocolate (confira nossas sugestões!) – apenas irresistível e uma sugestão divertida para finalizar um jantar entre amigos.

marshmallow

Ingredientes 

1 xícara (125 g) de açúcar de confeiteiro para polvilhar
2 xícaras (400 g) de açúcar
1 colher (sopa) de glucose de milho
1 1/4 xícara (300 ml) de água, separada
4 colheres (sopa) de gelatina em pó sem sabor
2 claras
1 colher (chá) de extrato de baunilha

Modo de preparo

Polvilhe uma forma quadrada de 23 cm com uma quantidade boa de açúcar de confeiteiro.
Em uma panela pequena misture o açúcar, a glucose de milho e 3/4 xícara (180 ml) de água. Cozinhe a calda em fogo médio. Ela deve chegar a temperatura de 120 a 130 ºC (use um termômetro de cozinha!), ou até que uma gota da calda jogada na água fria, vire uma bolinha dura (ponto de bala dura).
Enquanto a calda cozinha, em uma tigela de metal coloque o restante da água e polvilhe a gelatina. Leve a tigela ao banho-maria em fogo brando, até que a gelatina dissolva completamente. Mantenha a gelatina em local quente até a calda atingir a temperatura ideal. Tire a calda do fogo e misture-a com a gelatina. Reserve.
Em uma tigela, bata as claras em picos moles. Aos poucos adicione a calda com a gelatina, e continue a bater até que as claras estejam firmes. Misture a baunilha. Espalhe uniformemente o marshmallow na forma polvilhada com açúcar. Deixe-o na geladeira por 8 horas ou de um dia para o outro. Corte no tamanho desejado.marshmallow

Para o chocolate quente

Em uma panela em fogo médio misture 1 xícara (chá) de leite, 1 xícara (chá) de chocolate meio amargo picado, 1/4 de xícara (chá) de cacau em pó, mexendo sempre até ficar homogêneo. Pare de mexer quando o chocolate derreter. Distribua em canecas e finalize com pedaços de marshmallow.

Dicas Receitas Sobremesas

Suflê em 5 passos

sufle-em-cinco-passos

Se você acha que preparar um suflê alto, fofinho e saboroso é uma coisa misteriosa e para profissionais, nós garantimos que não!
Seguindo alguns passos fáceis você vai conseguir um suflê perfeito e macio e arrancar suspiros. O prato é ótimo para o dia-a-dia e também para ocasiões especiais e, servidos em porções individuais, ganham ainda mais charme e se transformam em grandes pratos principais.

PASSO 1

Preparar a travessa ou ramekin é fundamental. Para que o suflê cresça e suba pelos lados, assim como no centro do prato, ele precisa de algo para se agarrar, por isso, se você estiver fazendo um suflê salgado, unte bem o recipiente com manteiga e polvilhe os lados com farinha de rosca (ou pão ralado fino) ou parmesão finamente ralado. Sacuda para retirar o excesso. Para um suflê doce, unte as laterais com manteiga e polvilhe com açúcar. Ligue o forno para pré-aquecer à temperatura recomendada na sua receita. Refrigere os recipientes preparados até chegar a hora de enchê-los.

Dica!
Você pode usar qualquer travessa refratária que permita que o suflê cresça, então por que você não experimenta suas canecas de cerâmica Le Creuset – que são todas refratárias – se você não tiver ramekins individuais? Clique para ver todos os modelos de canecas Le Creuset.

PASSO 2

Se você está fazendo um suflê salgado, você estará usando um molho branco para a base. Use uma boa panela grossa que espalhe o calor uniformemente para que o molho não grude. Suflês doces geralmente exigem que você faça algum tipo de creme de confeiteiro como base para adicionar seu sabor ou algo como uma ganache de chocolate. Sabores cítricos, rum e café são deliciosas opções – aqui também, uma panela muito boa facilita muito o cozimento.

PASSO 3

Esta é a fase em que você está lidando com as claras e a coisa a lembrar é que adicionar ar é a chave! Bata as claras até que você tenha picos moles que apenas mantêm sua forma. Em seguida, junte suavemente as claras batidas no molho branco ou no creme de confeiteiro, tomando o cuidado de incorporar e reter o máximo de ar possível para obter um resultado final leve.

PASSO 4

Com cuidado, coloque a mistura nos ramekins preparados ou na travessa de suflê. Agora pegue uma faca ou seu dedo e corra ao redor da borda superior da mistura, na parte de dentro do recipiente. Isto garante um maravilhoso efeito de “cartola” quando o seu suflê subir enquanto cozinha.sufle-em-5-passos

PASSO 5

Coloque os ramekins cheios ou o prato de suflê em banho-maria para assar por 25 a 30 minutos até dourar e ficar inchado. O que é um banho-maria, você pode perguntar? Trata-se de uma técnica de cozimento à base de calor indireto. Ela é utilizada para preparar alimentos que não podem ferver e que exigem um cozimento lento e uniforme, sem o alto aquecimento que acontece com o contato direto com o fogo. Use uma assadeira ou travessa com laterais altas, coloque todos os ramekins nela e despeje água fervente de sua chaleira na assadeira até chegar na metade das laterais dos ramequins. Asse imediatamente no forno pré-aquecido.

sufle-em-5-passos
(CLIQUE PARA VER UMA SELEÇÃO DE RAMEKINS)

INSPIRAÇÃO

Aqui estão algumas combinações sofisticadas de sabores de suflê…

Salgados
Queijo azul e brócolis
Queijo de cabra e cebolinha
Gruyère e parmesão

Doces
Chocolate e amêndoa
Café e praliné
Baunilha e pistache

sufle-em-5-passos

(CLIQUE PARA VER UMA SELEÇÃO DE RAMEKINS DA MARCA FRANCESA EMILE HENRY)

SUFLÊ DE CHOCOLATE

200 g de açúcar
4 ovos
200 g de chocolate meio amargo
200 g de manteiga

Derreta o chocolate em banho-maria.
Derreta a manteiga.
Separe as claras das gemas e reserve as gemas.
Bata as claras até que elas fiquem em ponto de neve e reserve.
Bata as gemas com o açúcar até obter um creme homogêneo.
Por último, delicadamente adicione as claras em neve.
Adicione o chocolate e a manteiga derretida nesse creme.
Leve ao forno em banho maria por cerca de 10 a 15 minutos.
Sirva imediatamente.

Receitas Sobremesas

#EspecialNamorados – Pera com Especiarias

Junho chegou e pede um clima de romance, certo? Um delicioso jantar em uma noite fria, uma taça de vinho e uma sobremesa quentinha e aromática garantem o romantismo. A pera com especiarias é uma sugestão ideal para coroar esta noite e surpreende pela facilidade do preparo e pela explosão de sabores das especiarias que, além de aromáticas, aguçam os sentidos.

As especiarias têm origem em flores, frutos, sementes, cascas, caules ou raízes e permitem diversas utilizações ao mesmo tempo em que fazem diminuir a quantidade de sal, açúcar ou gordura que leva uma receita. Aqui, em combinação com a fruta, as especiarias trazem vida ao prato e perfumam a casa toda. Impossível não se apaixonar.

Ingredientes

4 peras
4 fatias de laranja
245g de açúcar
2 canela em pau
1 aniz estrelado
sementes de cardamomo
10 gramas de gengibre
4 cravos da índia
água o quanto baste

Modo de Preparo

Lave as peras e as descasque finamente, mantendo o cabo. Em uma panela, caramelize o açúcar junto ao cravo, o gengibre, a canela e o aniz. Coloque as peras, a laranja e o cardamomo e cubra tudo com água. Deixe cozinhar por 30/40 minutos em fogo baixo ou até as peras ficarem macias. Vire-as na metade do tempo para que cozinhem por inteiro. Sirva com uma bola de sorvete de sua preferência.pera com especiarias

brunch Receitas Sobremesas

Crème Brûlée

como preparar creme brulee

Com lugar reservado na culinária francesa, o crème brûlée é uma das sobremesas mais antigas e até hoje faz sucesso em cardápios no mundo todo. Um doce simples e delicado à base de gemas com aroma de baunilha e uma casquinha crocante de açucar – aliás, quebrar a casquinha do brûlée com a colher é um daqueles momentos sublimes que precedem algo incrivelmente bom que está por vir. Irresistível!

Apesar de simples, o segredo da sobremesa está no uso de ingredientes de qualidade. Para não correr riscos, use o melhor creme de leite fresco disponível e ovos de preferência orgânicos.

Além de poucos ingredientes, o crème brûlée pode ser preparado com antecedência, um dia antes de ser consumido. Prepare na véspera e mantenha na geladeira, deixando apenas para queimar a crosta de açucar no momento de servi-lo.como preparar creme brulee

INGREDIENTES

500ml de creme de leite
6 unidades de gemas
75g de açúcar
1 fava de baunilha
Açucar para a crosta

MODO DE PREPARO

Ferva água para o banho maria e reserve.
Com uma batedeira, bata o açúcar com as gemas até obter uma mistura branca e reserve.
Aqueça o creme de leite com a fava de baunilha.
Junte o creme de leite aquecido à mistura de gemas aos poucos, misturando e mexendo a cada adição.
Distribua a mistura em ramekins, disponha em uma assadeira, acrescente a água quente e leve ao forno 140ºC por 35 minutos.
Retire do forno e leve à geladeira por no mínimo 3 horas.
Na hora de servir, acrescente uma fina camada de açúcar e doure com um maçarico.

Dicas:
Nada de assar demais o creme! Ele ainda sairá do forno um pouco mole, mas esse é ponto certo.
Certifique-se de que os ovos estão à temperatura ambiente na hora do preparo.
Não bata demais o creme. Quando atingir uma mistura clara e consistente, pare de bater.
Sempre adicione uma pitada de sal ao creme – ele trará o sabor da baunilha e equilibrará seu crème brûlée.
O açucar demerara também é perfeito para obter uma crosta perfeita.
Na hora de queimar a crosta, segure o maçarico cerca de 6 centímetros de distância do creme e trabalhe rapidamente para evitar derretê-lo. Queime no centro deixando um pouco mais escuro do que na laterais – isso adiciona pequenas notas amargas e doces que deixam o brûlée perfeito.

Outras sugestões para servir o crème brûlée: em xícaras, cocottes ou colheres de finger food. Um charme.como preparar creme bruleecomo preparar creme bruleecomo preparar creme brulee

Receitas Sobremesas

#Férias: Sorbet de Romã

sorbet de roma

Perfeito e leve para o verão, assim é o Sorbet de Romã. Além de saborosa e ideal para finalizar um almoço, a receita leva uma fruta pouco utilizada mas que conta com muitas propriedades benéficas – é rica em potássio, antioxidantes e vitamina C. Além disso, é refrescante e impossível não se encantar pela cor rosada de suas sementes. Um charme!

Ingredientes

250 ml de suco de romã coado (o suco pode ser obtido em processador ou liquidificador)
150 ml de água
110 g de açúcar
1 clara de ovo batida em neve
Champanhe ou vodka para a apresentação final (em versões para adultos, claro!)

Modo de Preparo

Coloque a água e o açúcar em uma panela e leve ao fogo baixo. Cozinhe alguns instantes, até que não haja mais grãos de açucar. Desligue o fogo e deixe esfriar.
Adicione a calda fria ao suco de romã. Em seguida, adicione, com suavidade, as claras, incorporando com muito cuidado para não quebrar as bolhinhas de ar.

Se você tem uma sorveteira, coloque a mistura nela e siga as instruções para sorbet.

Se você não tem sorveteira, sem problemas! Leve a mistura em uma forma pequena ao congelador e a cada 45 minutos mexa, de preferência usando um batedor para incorporar mais ar. Faça isso umas quatro vezes ou até que perceba que já atingiu a textura desejada. Uma vez pronto, guarde-o no congelador coberto e, na hora de servir, misture por alguns instantes, diluindo-o com um pouco de champanhe ou vodka (opcional).

A apresentação fica ainda mais charmosa servindo nos potes de vidro Quattro Stagioni Bormioli Rocco 250 ml e finalizando com sementes de romã.sorbet de romasorbet roma

Dica: Faça picolés com suco de romã e sirva-os em uma caipirinha de frutas vermelhas.