Dicas

Infusão de sabores

Um ritual misterioso e complexo tem angariado fãs no mundo inteiro. Os chás ganham cada dia mais espaço e atraem interessados em saúde e bem estar.
Apesar do recente sucesso, o interesse pelo chá não pode ser tratado como novidade, afinal o uso do chá enquanto bebida social data, pelo menos, da época da dinastia Tang. Além de já comprovados benefícios para o corpo, o consumo de chás está associado também ao equilíbrio e práticas como a meditação, yoga, além de ser considerado um ritual relaxante.

Aparentemente simples, o chá é mais complexo do que podemos imaginar. Aprender mais sobre os diferentes tipos e seus benefícios é abrir caminho para um mundo de aromas, sabores e descobertas surpreendentes. E a melhor regra sobre o chá é que …não há regras! O chá é muito versátil e todos podem encontrar o seu tipo favorito para qualquer hora do dia.

O chá só vem de uma planta – a camellia senensis – e a única diferença entre as principais variedades (Branco, Verde, Preto, Oolong) é a maneira pela qual eles são preparados. Além destes, há também variedades de ervas e infusões. Os chás a base de ervas são um recurso maravilhoso para se iniciar no mundo do chá – até mesmo para aqueles que ainda não são tão fãs. Existem dezenas de tipos diferentes, cada um com seu próprio sabor e benefício para a saúde. O melhor de tudo: a maioria deles contém pouca ou nenhuma cafeína! Infusões de ervas são excelentes para aliviar diversos sintomas como dores de cabeça, dor de estômago, tensão e fadiga. Diz-se que há pelo menos um tipo de erva para quase todas as doenças conhecidas pelo homem! Verdade ou não, não há porque não aproveitar os benefícios dos tipos mais conhecidos e começar agora mesmo a mergulhar neste universo fascinante e saboroso.

CHÁ PRETO

É chamado de preto porque essa é a cor que as folhas voltam depois de serem oxidadas. É oxidado mais do que as outras três principais variedades e também possui o maior teor de cafeína de todas. Sendo o mais forte, ele também pode ser armazenado por mais tempo do que os outros, muitas vezes por vários anos. Esta longevidade foi uma das razões da sua popularidade na Europa quando foi importada pela primeira vez no século XVI.
As folhas escolhidas podem murchar e são então esmagadas para libertar os óleos. Em seguida, eles são secos por quatro horas antes do chá ser embalado. Hoje é a variedade mais popular e representa mais de 90% do chá usado no mundo ocidental.

CHÁ DE OOLONG

Oolong é a variedade chinesa mais tradicional. O nome significa dragão preto. As folhas e os botões são secos ao sol até serem secados e oxidados. É então assado de 12 a 36 horas.
Devido às diferenças nos métodos de produção utilizados, os oolongs são considerados encorpados e possuem uma grande variedade de sabores, que vão desde aromas assados potentes até doces e frutados, enquanto alguns ainda têm aromas floridos frescos. Em termos de cafeína, este tipo tem menos que o chá preto, mas mais do que outras variedades.

CHÁ VERDE

É feito minimizando a oxidação das folhas durante o processo de produção e geralmente tem os níveis mais altos de polifenóis (micronutrientes).
Existe uma grande variação em sua distribuição mundial devido à ampla gama de processos de fabricação utilizados em todo o mundo.
O chá verde pode ter uma grande variedade de aromas adicionados, mas por conta própria, seu sabor dominante é leve, fresco e ligeiramente doce.

CHÁ BRANCO

É chamado de chá branco devido à coloração clara dos fios nos botões não abertos. As folhas são murchas ao sol e apenas levemente oxidadas para proteger seu sabor. Tem um sabor suave e cor pálida quando fabricado.

Quer tirar o melhor proveito do delicioso mundo do chá? Aproveite a promoção de chaleiras e bules Le Creuset 30%OFF (*por tempo limitado)

 

Você Sabia?
O chá pode aumentar a resistência ao exercício. Os cientistas descobriram que as catequinas (antioxidantes) no extrato de chá verde aumentam a capacidade do corpo de queimar gordura como combustível, o que explica a melhora da resistência muscular.

Previous Post
3 de julho de 2017
Next Post
3 de julho de 2017

Os comentários estão desabilitados.

Related Posts