Categoria

Receitas

Dicas Receitas Sucos e Chás

Como preparar Smoothies

como fazer smoothies

Antes das dicas para preparar smoothies deliciosos e nutritivos, vamos a resposta para a pergunta: Qual a diferença entre suco e smoothie?
Ao contrário dos sucos, que utilizam apenas os líquidos obtidos das frutas batidas, os smoothies são feitos a partir da mistura de alimentos naturais inteiros. Desta forma, utilizando integralmente frutas e vegetais, você garante ainda mais benefícios nutricionais com as vitaminas, minerais e fibras contidas nestes alimentos.
Além dos benefícios para quem busca uma alimentação saudável no dia a dia, os smoothies são ótimos para o verão já que podem ser preparados com frutas congeladas e se tornam uma bebida super refrescante.

COMO PREPARAR?

Um smoothie conta com 3 ingredientes principais – um líquido, uma fruta e um vegetal. A refrescância fica por conta do gelo, que pode ser substuituído por frutas congeladas ou mesmo por líquidos congelados em forminhas de gelo, como café, leites de castanhas e muitos outros. Além dos ingredientes base você pode e deve adicionar outros ao seu smoothie – que tal ervas frescas ou um pouquinho de pimenta? O importante é testar suas variações favoritas!

Sugestões de ingredientes:

Líquidos: Água, lácteos ou não lácteos (leites obtidos através de castanhas, soja e etc), café, chás, kefir, água de coco, leite de coco (a versão desnatada não coagula quando frio), sucos frescos
Frutas: Algumas rendem ótimos smoothies como cerejas, bananas, melões, mangas, pêssegos, nectarinas, damascos, abacate, abóbora cozida
Vegetais: Espinafre, couve, cenoura, pepino, beterraba
Ervas e Especiarias: Baunilha, canela, noz-moscada, pimenta, cravo-da-índia, cardamomo, anis, hortelã, manjericão, coentro

Dica: Para obter um delicioso leite de castanhas bata 1 a 2 xícaras de água com 1/4 xícara da castanha escolhida, como nozes, amêndoas, avelãs e outras. Depois de bem batido é só coar e utilizar no lugar do leite comum.

Para adoçar sem utilizar açucar

Se o objetivo é manter uma alimentação saudável, é possível fazer ótimas substituições para açucares e adoçantes, como por exemplo tâmaras sem caroço – elas são doces e macias e garantem o dulçor de forma natural, sem conservantes. No lugar do achocolatado que tal experimentar cacau em pó ou nibs de cacau? Bananas bem maduras também garantem smoothies doces sem adição nenhuma de açucar.

como fazer smoothies

DE OLHO NA TEXTURA

Combinar alguns cubos de gelo com seus ingredientes garante a refrescância mas você também pode congelar diretamente alguns dos seus ingredientes de seu smoothie.
Iogurte, café (com ou sem leite adicionado) e polpas de frutas podem ser congelados em formas de gelo e adicionados diretamente ao liquidificador. Uma textura perfeita para um smoothie é obtida utilizando dois terços de ingredientes congelados, quando possível. Vá testando suas combinações favoritas e congele-os previamente.

Experimente congelar bananas cortadas, frutas em fatias, frutas batidas em consistência de purê, uvas e muitas outras frutas congelam lindamente e ainda se misturam bem em um liquidificador – certifique-se de cortá-las em pedaços pequenos antes de congelar e não esqueça de adicionar líquido suficiente na hora de bater. Os liquidificadores de alta velocidade podem lidar com grandes pedaços de frutas congeladas sem muito problema, desde que haja algum líquido para ajudar a mistura.

Outros ingredientes que garantem ótimas texturas:

Abacate: é um ingredientes mágico de cremosidade para smoothies, e é, de longe, a melhor escolha para smoothies verdes. Você também pode até adicionar metade do abacate no último minuto para consertar a textura de um smoothie que simplesmente não está funcionando da maneira que você esperava. 

Aveia: algumas colheres de chá de aveia também adicionam textura cremosa.

Iogurte grego: em quase todos os tipos de smoothie um potinho de iogurte grego garante cremosidade e sabor.

Óleo de coco: em smoothies verdes onde seus ingredientes não estão muito frios, uma colher de sopa de óleo de coco adiciona boa cremosidade e um bom sabor de coco à mistura.

como fazer smoothies

SUGESTÃO: SMOOTHIE VERDE

Líquidos: água, chá verde, água de coco, sucos frescos que você acabou de fazer
Frutas: Maçãs, peras, abacaxis, melões de cor clara, pêssegos, nectarinas, uvas
Verdes: pepino, couve, espinafre, alface, acelga, rúcula, mostarda, folhas de beterraba, aipo
Para dar mais sabor: manjericão, coentro, hortelã, gengibre, manjerona, salsa, tomilho, alecrim

Para fazer a mistura, você pode utilizar liquidificadores, processadores, ou uma shakeira, que possibilita o preparo de uma porção individual e medida.

Não esqueça!

O smoothie prioriza o consumo pleno dos nutrientes contidos nos ingredientes, por isso, o ideal é que o preparo seja no momento de consumo, para que todas as propriedades sejam preservadas e melhor utilizadas pelo seu corpo.

Atente para a qualidade e condições das frutas e legumes, tente optar pelas mais preservadas, sem manchas escuras ou escoriações de armazenamento.

Não se esqueça de higienizar todos os ingredientes de seu smoothie.como fazer smoothies

Agora que você já sabe como preparar um delicioso smoothie, clique aqui e confira nossa seleção de itens indispensáveis.

Dicas Receitas

Como fazer Kombucha

Nem espumante, nem refrigerante, a febre do momento se chama Kombucha e é uma bebida produzida a partir de uma mistura de chá (geralmente chá preto ou chá verde), açúcar e uma espécie de cultura de levedura. O chá fermentado se transforma em uma bebida gaseificada, levemente ácida e pouco adocicada que pode ser preparada em casa com seus sabores favoritos e que, por ser um alimento probiótico, microbiológico, ajuda a regenerar a flora intestinal e é excelente para a saúde como um todo.

O elemento fundamental do preparo do Kombucha é a colônia ou levedura composta de microorganismos aglomerados em uma massa de celulose parecida com uma panqueca, que tem o nome de Scoby. Quando o Scoby entra em contato com a mistura do chá e do açúcar, transforma o líquido em uma bebida refrescante e  levemente borbulhante. A cultura do Kombucha se alimenta do açúcar e, na troca, produz outras substâncias valiosas que se formam na bebida: o ácido glucurônico, ácido glucônico, ácido láctico, vitaminas, aminoácidos, substâncias antibióticas. Dentre outras substâncias, o álcool de 0.5% a 1% também é produzido, o que o torna levemente alcóolico.

Além dos benefícios para a saúde, o kombucha pode ser produzido em casa, sem grandes mistérios. Tudo que você precisa é de uma parte de kombucha pronta (ou o Scoby), chá, açucar e paciência para aguardar a fermentação.

Dica: É possível encontrar na internet fóruns especializados e grupos em redes sociais de pessoas que doam a “panqueca” (scoby).

Como preparar?

Ingredientes
Rendimento: 2 litros

2 litros de água mineral
¾ de xícara de açúcar cristal orgânico (150 g)
4 ou 5 saquinhos de chá preto (ou 7 gramas de chá preto)
2 colheres de sopa de vinagre de maçã (ou 1 xícara de chá já fermentado)
1 “panqueca” de kombucha

Em uma panela, ferva 2 litros de água e assim que começar a borbulhar, desligue o fogo. Coloque o açúcar e mexa até dissolver.

Acrescente os sachês de chá. Deixe descansar de 10 a 15 minutos, descarte os sachês e espere o chá esfriar.

Coloque o líquido em um recipiente de vidro e acrescente o vinagre de maçã (ou o chá fermentado).

Coloque o scoby, ele é fundamental para o chá fermentar.

Cubra o recipiente com um pano limpo e prenda com um elástico. Deixe fermentar de 12 a 25 dias em um ambiente seco, arejado e sem incidência de luz direta.

A partir do 12.º dia, prove um pouco todos os dias até que chegue a um sabor azedinho e levemente adocicado que seja agradável ao paladar. Retire o scoby da jarra e guarde-o em outro recipiente com um pouco de kombucha para uma próxima fermentação. O líquido está pronto para beber, mas é possível fazer uma segunda fermentação.

Encha garrafinhas ou potes de vidro com o kombucha até um pouco mais da metade. Preencha o restante com o suco de sua preferência e feche bem. Coloque as garrafas fechadas em ambiente seco, fresco, longe da luz e deixe-as descansar de 3 a 5 dias. Refrigere antes de consumir.

Tempo: 30 minutos de preparo e no mínimo 15 dias de fermentação.

como fazer kombuchacomo fazer kombucha
Como conservar

Devidamente embalada e refrigerada, a bebida mantém as suas características por muito tempo. No entanto, é muito importante salientar alguns procedimentos fundamentais para a conservação da bebida independente do período de tempo planejado.

Algumas condições adequadas para a conservação:

  1. Utensílios: Garrafas ou outros vasilhames com tampa bem lacrada ou com rolha. A garrafa pode ser de vidro, cristal ou plástico.
  2. Refrigeração: Não é recomendado guardar a bebida em lugares quentes ou com temperatura muito variável, o ideal é mantê-la refrigerada.
  3. Ausência de ar: Por se tratar de um processo de fermentação aeróbica, isso é, que depende do ar, a bebida deve ser mantida o mais lacrada possível e com a menor quantidade possível de ar no interior da garrafa.

Dica: Deixar a bebida maturar em garrafa lacrada por pelo menos 5 dias em temperatura ambiente, aumenta a concentração de gás e a bebida tem o seu sabor acentuado. Após esse período pode-se abrir e voltar a lacrar a garrafa para ser armazenada em local refrigerado.como fazer Kombucha

Quanto consumir

A recomendação é começar o consumo de kombucha aos poucos, ingerindo pequenas quantidades, Orienta-se consumir 118 ml diariamente. Já a quantidade máxima de ingestão indicada, que não deve ser ultrapassada, é de 470 ml por dia.como fazer kombucha
fontes: Bom Gourmet, Kombucha Blog do Brasil e Mundo Boa Forma

Você Sabia?
Kombucha evoluiu aparentemente de organismos do gênero das plantas há 2.5 bilhões de anos atrás. Diversas pessoas tem preparado essa espécie de chá fermentado para beber durante séculos, há mais de 2000 anos.

Drinks e Coquetéis Receitas

3 drinks clássicos

drinks clássicos

Há muito já misturamos bebidas e criamos drinks e coquetéis que ganharam fama mundo afora, mas foi em 1806 que surgiu uma definição formal, quando a publicação The Balance de Nova York, declarou: “Um coquetel é um licor composto de bebidas alcoólicas, água, açucar e uma gota de amargo… que robustece e aumenta a ousadia do coração, e ao mesmo tempo confunde a cabeça.”

Muitos outros ingredientes foram parar nos coquetéis desde então e nunca mais paramos de criar misturas criativas, ousadas e saborosas e a mixologia conquista cada dia mais adeptos. Mas, se novas invenções são sempre bem vindas, nada como um clássico que nunca sai de moda. Aqui, três deles em suas versões mais famosas para libertar o mixologista que existe em você!

drink negroni
Negroni

1 dose de Campari
1 dose de gim
1 dose de vermute doce
casca fina de uma laranja
Gelo

Coloque o gelo num copo. Acrescente as doses de Campari, gim e vermute doce.
Misture bem com uma colher. Decore o copo com casca da laranja.drink dry martini

Dry Martini

60 ml de London Dry Gim
60 ml de Vermute Seco

Gele uma taça de coquetel e reserve.
Em uma coqueteleira gelada, coloque o vermute e o gim (não é necessário agitar).
Mexa com uma colher bailarina.  Coe o coquetel para a taça, decore com uma azeitona no palito e sirva.

drink mojito
Mojito

1 dose de rum branco
1 colher (sopa) de açucar
suco de 1 limão
100ml de água com gás
10 a 12 folhas de hortelã
gelo picado a gosto

Coloque no copo onde vai ser servido o drink a hortelã e amasse bem com um socador, acrescente o suco do limão, a água com gás e o açucar.
Mexa bem. Adicione o rum e o gelo, enfeite com hortelã e sirva.

Confira aqui nossa seleção completa para seu bar.

brunch Ovos Principais Receitas

Frittata de Salmão Defumado

Frittata de salmão

As frittatas italianas são semelhantes a uma omelete, normalmente preparadas com diferentes ingredientes como carnelegumesqueijoscogumelos, etc. Seu preparo também lembra as fritadas espanholas, com a diferença que a versão espanhola tem como base ovos e batatas, enquanto que a frittata tem apenas ovos como base.
As frittatas são versáteis, surpreendentes no sabor e fáceis de fazer. Elas também viram uma ótima opção para o brunch ou para um prato único, acompanhado de salada verde.

Essa versão leva salmão defumado, que pode ser substituído por diversos ingredientes como embutidos, cogumelos, camarão. A base pode ser sempre a mesma e a variação fica por conta da sua criatividade.

Dica: utilize uma frigideira grande, de preferência de ferro, que possa ir ao forno. O modelo da foto é a Skillet da Le Creuset, que você pode encontrar clicando aqui.

INGREDIENTES

12 ovos
250 ml de leite
Sal e pimenta
30g de dill fresco picado
100g de salmão defumado
125gr de creme de ricota ou nata

MODO DE PREPARO

Em um bowl coloque os ovos e o leite, tempere bem com sal e pimenta e misture bem com um garfo.
Adicione ¾ do dill picado à mistura de ovos.
Despeje metade da mistura de ovos em uma frigideira grande e coloque no forno por 10 minutos ou até que a mistura esteja começando a firmar.
Retire do forno e coloque o salmão e colheradas do creme de ricota por cima. Cubra com a mistura de ovos restante e coloque no forno até ficar dourado.
Decore com o dill restante e sirva quente.

Receitas Sucos e Chás

#Verão :: Chá Gelado Cítrico

Chá cítrico gelado

O chá é versátil e transita super bem entre o inverno e o verão. Aqui ele aparece em uma receita cheia de frescor para a estação mais ensolarada do ano.

INGREDIENTES

5 sachês de chá mate
3 litros de água
1 abacaxi descascado e cortado em cubos
3 pêssegos
2 laranjas fatiadas em rodelas
1 limão fatiado em rodelas
2 colheres de chá de mel
200g de açúcar

MODO DE PREPARO

Coloque todos os ingredientes em uma Panela Redonda e ferva em fogo alto.
Diminua o fogo e deixe ferver por 15 minutos.
Desligue o fogo, coe e descarte as frutas.
Coloque o chá na geladeira até que esteja bem gelado, acerte o açúcar e adicione mais mel, se for necessário.
Sirva bem gelado com cubos de gelo.

Se animou com a receita? Então, confira nossa seleção especial de jarras e copos e faça bonito na hora de servir.

Bolos e Tortas Café da manhã Dicas Receitas

Segredos do bolo perfeito

Segredos do bolo perfeito

Cozinheiros inexperientes podem ter um pouco de medo da confeitaria, mas quem nunca se aventurou em uma receita de bolo? Pode ser um bolo simples para acompanhar o café ou um elegante bolo para festa, seguindo algumas dicas básicas o sucesso é garantido.

Use uma boa receita

Para obter um bom resultado é importante seguir cuidadosamente uma boa receita. Um bolo sempre leva medidas exatas e por isso é importante que a receita tenha sido testada diversas vezes para garantir a precisão dos ingredientes e do tempo de cozimento.

Certifique-se de que os ingredientes estão na temperatura certa

A maioria das receitas exige que a gordura e os ovos estejam à temperatura ambiente. Manteiga e ovos gelados não emulsionaram adequadamente.

Se ambos estiverem em geladeira e sua vontade de bolo for grande demais para esperar, tem alguns truques. Leve a manteiga gelada ao microondas em intervalos baixos de 5 segundos, verificando sempre se ela já está em ponto de pomada (sem derreter). Para os ovos, basta colocá-los em um tigela com água morna por 10 a 15 minutos.

Seja preciso com pesos e ingredientes

Certifique-se de usar as medidas e ingredientes exatos como indicado na receita. Use colheres e xícaras medidoras para garantir a precisão.

Meça adequadamente a farinha
Coloque a farinha em xícara medidora, depois remova o excesso e alinhe com uma faca. Não aperte ou prense a farinha na xícara ou ela ficará compactada e você terá mais farinha do que pede a receita.

Unte!

Antes de começar o preparo do bolo, o primeiro passo é preparar a forma e em muitos casos será preciso untá-la e enfarinhá-la. Manteiga em ponto de pomada ou óleo com farinha, são alternativas. Seja qual for sua escolha, não abuse da gordura – ela deve ser colocada em uma camada fina e homogênea, de preferência com o auxílio de um pincel. Depois de finalizar a camada de gordura, polvilhe farinha peneirada e vá girando a forma até que a farinha cubra toda a superfície untada. Vire a forma de cabeça para baixo e dê uma leve batidinha para retirar o excesso de farinha.
Também é possível cobrir o fundo e as laterais da forma com papel manteiga, que funciona bem para garantir que o bolo desenforme perfeitamente. Neste caso, meça o fundo da forma e corte o papel manteiga. Unte a forma com manteiga, encaixe o papel manteiga no fundo e unte novamente com manteiga por cima do papel.

Pré-aqueça o forno

Outra coisa que você fará assim que começar o preparo da receita: pré aquecer o forno. Se você colocar um bolo em um forno que não está quente o suficiente, isso afetará a forma como ele cresce. Use a temperatura baixa (180ºC) por pelo menos 10 minutos.

Direto para o forno

O fermento começará a trabalhar assim que entrar em contato com qualquer um dos ingredientes úmidos. Então, para garantir que seu bolo cresça do jeito certo, assim que a mistura de bolo estiver pronta, coloque na forma e leve imediatamente ao forno pré aquecido.

Prefira a grade do meio do forno – nem muito perto da parte de baixo e nem encostando na de cima.

Quando o bolo estiver no forno, evite abrir a porta até que ele esteja assado. Sabemos que a tentação de abrir para conferir o resultado é grande, mas ao abrir a porta do forno durante o cozimento, você deixa que o ar frio entre, alterando a temperatura interna do forno. Espero pelos menos que o bolo esteja crescido e começando a dourar para abrir a porta.

Respeite o tempo de cozimento

Os fornos variam, por isso você deve ficar atento no final do tempo de cozimento. Quando o bolo já cresceu, está dourando e próximo dos minutos finais você pode checar se ele está pronto. A técnica para isso não poderia ser mais antiga e mais eficiente: o bom e velho palito. Abra o forno com cuidado (não precisa abrir totalmente a porta), espete um palito no centro do bolo e retire-o. Ele deve sair limpo – sinal de que seu bolo está perfeitamente assado.

Grand finale

Agora que o bolo está perfeitamente assado você não vai querer quebrá-lo justamente na hora de desenformar, certo? Ele deve estar pelo menos morno para que desenforme com perfeição. Para ajudar, passe com cuidado uma faquinha sem serra nas laterais da forma para desgrudar o bolo. Um prato de bolo é o lugar perfeito para servi-lo.

Pronto! Agora que os segredos foram revelados, que tal bater um bolinho? Confira nossa seleção de pâtisserie e uma receita infalível de bolo de laranja.

Bolo de laranja
BOLO DE LARANJA

4 ovos
2 xícaras (chá) de açúcar
1 xícara (chá) de óleo
suco de 2 laranjas
casca fina de 1 laranja pequena (sem pegar a parte branca)
2 xícaras (chá) de farinha de trigo peneirada
1 colher (sopa) de fermento em pó

Bata no liquidificador os ovos, o açúcar, o óleo, o suco e a casca da laranja.

Passe para uma tigela e acrescente a farinha de trigo e o fermento em pó.

Leve para assar em uma forma com furo central, untada e enfarinhada, por mais ou menos 30 minutos em forno médio.

Quando estiver morno, desenforme o bolo, faça furinhos com um palito ou garfo e regue com o suco de laranja.

Dicas Receitas Saladas

7 Molhos para Saladas

O sucesso de uma salada está na escolha dos ingredientes – quanto mais frescos e diversificados, mais refrescante, saborosa e nutritiva ela será. No entanto, vale lembrar que, além dos ingredientes, o pulo do gato para garantir saladas surpreendentes está na escolha do molho que vai temperá-la.

É claro que a fórmula mais conhecida (e rápida) funciona sempre: 1 medida de cítrico para 2 medidas de azeite extra virgem + sal + pimenta. Com ela você já tem uma salada bem temperada, é verdade, mas existe um vasto universo de variações que podem elevar o nível da sua saladinha e transformá-la em uma deliciosa entrada.

Antes das receitas, uma dica preciosa: que tal utilizar potinhos de vidro para preparar o molho da salada? A ideia não poderia ser mais prática – basta juntar no pote todos os ingredientes, fechá-lo, agitar bem e voilà! Molho homogêneo e emulsionado para usar na salada.
Gostou da dica? Então confira nossa seleção de potes 🙂Molho para saladas
Para os molhos, aqui vai um conselho: ouse! Misturas inusitadas podem render molhos dignos de chef e muitos elogios.

1. Vinagrete Básico
Misture 2 colheres de sopa de vinagre de vinho tinto, 2 colheres de sopa de mostarda dijon, 1/2 colher de chá de sal e pimenta a gosto e 1/3 xícara de azeite extra virgem.

2. Vinho Branco com Cebolas
Faça o vinagrete básico (nº 1), substituindo o vinagre de vinho tinto por vinagre de vinho branco e adicione 1 cebola pequena ralada.

3. Alho assado
Corte o topo de 1 cabeça de alho; chuvisque com azeite, envolva em papel alumínio e asse em forno médio por 35 minutos ou até ficar macio, 35 minutos. Em seguida esprema os dentes de alho assados e leve ao liquidificador com os ingredientes do vinagrete básico (n° 1) +  3 colheres de sopa de parmesão ralado. Bata bem até ficar homogêneo.

4. Mediterrâneo
Faça o vinagrete básico (nº 1) e misture 1/2 xícara de queijo feta em pedaços, 1 colher de sopa de salsa picada, 1 colher de chá de orégano seco e 1 tomate cereja em cubos. Misture bem.

5. Dijon
Misture 3 colheres de sopa de mostarda de dijon, 1/2 colher de chá de sal, pimenta a gosto e 1/2 xícara de azeite extra virgem.

6. Vegano
Misture no liquidificador 2 colheres de chá de mostarda dijon, 1 colher de chá de sal, 1/4 xícara de azeite e 1/2 xícara de tofu macio até ficar homogêneo. Adicione 1/2 xícara de cebolinha picada e salsinha a gosto.

7. Picante
Misture 2 colheres de chá mel, 2 colheres de chá de mostarda dijon, 2 colheres de sopa de suco de limão, 1/2 colher de chá de zestes de limão, sal, 1/4 de xícara de azeite extra virgem, 2 colheres de chá de tomilho fresco e 1/2 pimenta dedo de moça sem semente picada em cubos miúdos.

Na hora de servir a salada, se a quantidade for pequena vale a pena temperá-la direto na saladeira. Já saladas para muitas pessoas podem ser servidas em bowls individuais com o molho à parte, em uma molheira.

A maioria dos molhos podem ser feitos com antecedência, bastando apenas misturá-los novamente na hora de servir.

Molho para Saladas

Receitas Sobremesas

#Férias: Sorbet de Romã

sorbet de roma

Perfeito e leve para o verão, assim é o Sorbet de Romã. Além de saborosa e ideal para finalizar um almoço, a receita leva uma fruta pouco utilizada mas que conta com muitas propriedades benéficas – é rica em potássio, antioxidantes e vitamina C. Além disso, é refrescante e impossível não se encantar pela cor rosada de suas sementes. Um charme!

Ingredientes

250 ml de suco de romã coado (o suco pode ser obtido em processador ou liquidificador)
150 ml de água
110 g de açúcar
1 clara de ovo batida em neve
Champanhe ou vodka para a apresentação final (em versões para adultos, claro!)

Modo de Preparo

Coloque a água e o açúcar em uma panela e leve ao fogo baixo. Cozinhe alguns instantes, até que não haja mais grãos de açucar. Desligue o fogo e deixe esfriar.
Adicione a calda fria ao suco de romã. Em seguida, adicione, com suavidade, as claras, incorporando com muito cuidado para não quebrar as bolhinhas de ar.

Se você tem uma sorveteira, coloque a mistura nela e siga as instruções para sorbet.

Se você não tem sorveteira, sem problemas! Leve a mistura em uma forma pequena ao congelador e a cada 45 minutos mexa, de preferência usando um batedor para incorporar mais ar. Faça isso umas quatro vezes ou até que perceba que já atingiu a textura desejada. Uma vez pronto, guarde-o no congelador coberto e, na hora de servir, misture por alguns instantes, diluindo-o com um pouco de champanhe ou vodka (opcional).

A apresentação fica ainda mais charmosa servindo nos potes de vidro Quattro Stagioni Bormioli Rocco 250 ml e finalizando com sementes de romã.sorbet de romasorbet roma

Dica: Faça picolés com suco de romã e sirva-os em uma caipirinha de frutas vermelhas.

Dicas Receitas Saladas

Salada no Pote

Salada no Pote

O Verão chegou com tudo e a estação calorosa pede uma alimentação mais leve, equilibrada e prática e a salada no pote preenche todos estes requisitos, além de ser uma delícia.
A ideia é simples: montar potinhos com saladas caprichadas e saborosas, armazenar em geladeira e ter sempre a mão uma refeição prontinha, que você ainda pode levar para onde quiser, transportando com segurança em uma bolsa térmica.

O segredo para conseguir conservar a salada no pote por mais tempo está na disposição das camadas de ingredientes, que podem variar de acordo com suas preferências e, para que fiquem equilibradas e nutritivas, podem incluir legumes, folhas, ervas, oleaginosas, grãos e proteína, além do molho.

Confira algumas dicas para preparar sua salada no pote:

A primeira coisa é se certificar de que o pote que será utilizado foi lavado e esteja completamente seco antes de iniciar a montagem – o excesso de umidade no pote fará com que as folhas murchem rapidamente. Também é preciso utilizar um pote com tampa, de preferência com bom fechamento hermético.

Higienize todos os ingredientes, corte o que for preciso e faça um mise en place para começar a montagem. Ingredientes como vegetais e folhas devem estar completamente secos antes de irem para o pote. Ingredientes que necessitem cozimento devem ser cozidos e incluídos no pote apenas quando atingirem a temperatura ambiente.

Para garantir que sua salada se conserve por mais tempo e esteja sempre saborosa, tenha em mente que itens como massas, grãos pesados (como grão de bico, feijão branco, etc), carboidratos, tubérculos e ingredientes mais “pesados” devem compôr as primeiras camadas do pote pois estarão em contato com o molho, que não deve estar próximo dos ingredientes mais leves, como hortaliças.

Para o molho:
Você pode incluir o molho de sua preferência, certificando-se que haja uma quantidade razoável para temperar todos os ingredientes do pote. Uma boa sugestão é composta de 1 medida de limão (ou vinagre balsâmico) para 2 medidas de azeite extra virgem. Não esqueça de temperar com  sal e pimenta.

As camadas do meio podem incluir itens com mais umidade como cenoura ralada, abobrinha, tomates cereja, ervilha, milho, frutas e proteínas.

Nas últimas camadas entram os ingredientes como grãos mais leves e sementes (quinoa, gergelim, linhaça, etc), castanhas (amêndoas laminadas, nozes ligeiramente trituradas), hortaliças e ervas frescas.

Lembre-se de não preencher o pote até o topo porque é preciso um pouco de espaço para que você possa agitar a salada e misturar tudo de um jeito bem prático. Se o pote estiver cheio demais os ingredientes não vão se misturar com o molho de forma homogênea.

Agora que você já sabe as dicas, inspire-se e prepare suas receitas favoritas de salada no pote!Salada no POte Salada no pote Salada no pote
Clique aqui para conferir uma seleção de potes.

Receitas Sobremesas

#Férias: Sanduíche de cookies e sorvete

Verão, férias e crianças em casa. Haja energia! Ocupar os pequenos é sempre uma boa ideia, então que tal levá-los para a cozinha para preparar deliciosos sanduíches de cookies com sorvete?

A ideia é simples: rechear dois biscoitos com sorvete, uma tarefa que a criançada vai adorar. Para a diversão ficar completa, fazer cookies caseiros e “empanar” os sanduíches em coberturas coloridas vão garantir uma atividade que fará o maior sucesso.

Para os cookies

Ingredientes

450g de chocolate meio amargo picados
2 xícaras de farinha de trigo
1/2 xícara de chá de cacau em pó (sem açúcar)
2 colher de chá de bicarbonato de sódio
1 colher de chá de sal
10 colheres de sopa de manteiga sem sal em temperatura ambiente, macia
1 e 1/2 xícara de açúcar mascavo
1/2 de xícara de açúcar refinado
4 ovos
2 colheres de chá de essência de baunilha
2 colheres de de chá, de café solúvel granulado (opcional, porém realça o sabor e a cor do chocolate)

Modo de Preparo

Derreta o chocolate, e adicione aos poucos, a farinha, o cacau em pó, o bicarbonato de sódio e o sal. Reserve.
Em uma tigela média, bata a manteiga com o açúcar mascavo e o refinado até ficar leve e clarinho. Adicione os ovos, um por vez, e depois o café granulado e a essência de baunilha até ficar homogêneo.
Em seguida, adicione a mistura reservada e mexa até dar a liga. Cubra com um filme plástico, e leve à geladeira por 35 minutos.
Pré aqueça o forno à 180 graus.
Forre uma assadeira com papel manteiga, e deposite as bolinhas enfileiradas, deixando um espaço de 4 centímetros entre elas. Assim que elas forem ao forno, irão esparramar e tomar o formato de bolachinha dos cookies.
Asse em forno pré aquecido à 180 graus por 8 à 10 minutos.
Note que ao sair do forno, os cookies estarão macios. Não se preocupe: assim que eles esfriarem, eles ficarão mais durinhos nas bordas, e macios no meio por causa do chocolate.
Após totalmente frios, conserve os cookies em local seco e fresco bem fechado por até 1 semana.

Veja aqui uma receita de sorvete.

Após frios, rechear os cookies com 1/2 bola de sorvete. Passar o sorvete em coberturas é opcional mas garante sanduíches coloridos e ainda mais gostosos. Utilize granulados, raspas de chocolate, coco ralado, farofa crocante… o que sua imaginação criar!sorvetesorvete