Dicas

As minhas receitas de bacalhau

A inspiração que o bacalhau proporciona aos portugueses será compartilhada com os brasileiros em As minhas receitas de bacalhau: 500 receitas, escrito pelo chef Vítor Sobral. Lançado pela Editora Senac São Paulo, a publicação transpõe a magia que envolve o peixe preferido de Portugal. Além das 500 receitas, conta a história do pescado, descreve a variedade da espécie e discute a pesca sustentável.

O livro inicia-se pela história da primeira comercialização de bacalhau que inaugurou a indústria de transformação na Noruega. O autor detalha como a pesca é realizada de maneira sustentável, preservando os recursos naturais.

O bacalhau da Noruega, rico em vitamina D e em proteínas, chega a Portugal de diferentes formas: inteiro e salgado, verde e inteiro, salgado e seco.

Em Portugal foi considerado por muitos anos como um alimento barato. Depois da Segunda Guerra, o preço do bacalhau aumentou devido à escassez de alimentos em toda Europa, restringindo o consumo popular.

A escolha do bacalhau

O livro chama a atenção para a importância na escolha do autêntico bacalhau da Noruega, comercializado como de primeira ou segunda categoria. O chef ressalta que a qualidade influencia diretamente no resultado da refeição e explicaquais são os sabores dos diferentes tipos de bacalhau: fresco, skrel, salgado verde, semisseco, salgado seco. Os tipos de cortes e a melhor forma de preparo também são abordados.

Receitas

Vitor ensina que as receitas-base, como caldo de bacalhau, azeite de manjericão, tomatada são importantes para o preparo do prato final. No capítulo dedicado a sopas, cremes e canjas, o autor apresenta uma gama de opções, tais como sopa seca de bacalhau com grão-de-bico.

Na sequência, receitas de saladas & petiscos; receitas de família. As receitas do autor completam o conteúdo, proporcionado ao leitor a experiência de preparar, cozinhar, saborear a variedade de refeições que Vitor Sobral testou ao longo de anos de trabalho.

Sobre o autor:

Vitor Sobral é uma grande referência na gastronomia portuguesa. Conhecido por sua forma única de interpretar e modernizar pratos tradicionais. É um mestre em conservar temperos e sabores tipicamente lusitanos. Nascido em 1967, na margem sul do rio Tejo, enraizou sua matriz de sabores nos paladares de alentejano. Hoje é proprietário do Tasca da Esquina e Cervejaria da Esquina, em Lisboa, onde Portugal é servido à mesa com dose generosa de inovação e inspiração. A sua Tasca da Esquina faz a ponte com o Brasil, tendo portas abertas em São Paulo, e recentemente em Luanda.

Clique aqui para adquirir o livro na Utilplast.

Previous Post
14 de dezembro de 2017
Next Post
14 de dezembro de 2017

Os comentários estão desabilitados.

Related Posts