Arquivo do Mês

setembro 2017

Dicas

Claras em neve sem segredos

Para a maioria dos cozinheiros aprender a bater claras em neve é um rito de passagem. Parece simples: basta mexer até ficarem claros e macios, certo? Não é bem assim. Na verdade, a tigela certa, o batedor, os ovos e a temperatura podem afetar o volume e a textura de sua clara em neve. Com pequenas dicas no entanto, qualquer pessoa pode bater claras de ovos em nuvens brancas e fofinhas todas as vezes.

A TIGELA CORRETA

• Use uma pequena tigela profunda com um fundo arredondado para 4 a 5 claras de ovo, ou uma tigela grande e profunda para mais.

• Uma tigela de cobre é ideal, uma vez que reagirá quimicamente com a clara de ovo para formar picos fofos.

• Ao usar uma tigela de aço inoxidável ou de vidro, adicione cremor de tártaro ou suco de limão para obter o mesmo resultado que com uma tigela de cobre.

• Evite tigelas de alumínio, que podem fazer com que as claras fiquem cinza, e tigelas de madeira, que tendem a absorver óleos de outros usos e podem retardar o processo. As tigelas de plástico também podem ter um resíduo fino e oleoso que pode inibir o processo de transformar claras em neve.

• A tigela e o batedor devem estar completamente limpos e secos.

OS OVOS

• Os ovos frescos alcançarão o volume máximo pois são ligeiramente ácidos e isso ajuda a estabilizar as proteínas. À medida que os ovos deixam de estar tão frescos, eles lentamente se tornam mais alcalinos, o que torna as proteínas menos estáveis.

• A adição de um ácido ajuda – estabiliza as claras e acrescenta volume. Adicione 1/8 colher de chá de um ingrediente ácido (como suco de limão, vinagre ou cremor de tártaro) por clara de ovo, exceto para merengues, onde 1/8 é utilizado para 2 claras de ovo. O ácido deve ser adicionado assim que as claras começam a se tornarem espumosas.

• Você terá mais volume ao bater claras de ovo se eles estiverem em temperatura ambiente. Coloque-os em temperatura ambiente pelo menos 30 minutos antes da sua preparação. Para um método rápido, tire os ovos da geladeira e coloque em uma tigela de água morna durante 5 a 10 minutos.

• Se a sua receita solicitar a separação dos ovos, faça isso quando eles estiverem frios. Certifique-se de que não há gema nas claras e, se houver alguma presença de gema, retire com uma colher.

COMECE A BATER

É melhor começar com uma velocidade lenta e subir gradualmente ao bater as claras. Elas passarão pelas seguintes etapas:

As claras de ovo ainda são líquidas com algumas bolhas que podem fazer com que pareçam ligeiramente opacas.

Picos moles: as claras são agora brancas, mantêm a forma na tigela e não deslizarão se a tigela for inclinada lateralmente. Quando os batedores são retirados das claras, eles formarão picos macios que cairão para o lado.

Picos firmes: quando os batedores ou batedores são retirados das claras, o pico fica ereto e não se dobra.

Quando suas claras de ovo ficam macias demais … PARE!

Se você ultrapassar esse ponto, as claras tornam a ficar líquidas e não podem mais se transformar em neve.

FINALIZANDO

O açúcar é frequentemente adicionado às claras de ovo ao fazer merengue e outras sobremesas. O açúcar precisa ser adicionado gradualmente – as claras batidas com açúcar adicionado de uma só vez não criarão picos firmes. O açúcar fará com que as claras fiquem brilhantes.

As claras em neve devem ser usadas imediatamente, pois podem perder volume ou ficar úmidas com o tempo.

Nunca bater ou agitar agressivamente as claras em outros ingredientes. Em vez disso, outros ingredientes devem ser adicionados suavemente às claras. Mexa o menor número possível de vezes para combinar os ingredientes e manter o maior volume possível.

Drinks e Coquetéis Receitas

Moscow Mule, o drink queridinho do momento

Já ouviu falar do Moscow Mule? Clássico dos anos 1950, o coquetel ajudou a popularizar o consumo de vodca nos Estados Unidos e no Canadá. O seu nome, algo como mula de Moscou, é uma referência ao efeito que o destilado de origem russa, cujo teor alcoólico varia de 35% a 60%, costuma causar em seus bebedores. A receita leva vodca, ginger beer e limão e é servida em uma caneca de cobre.

A origem ainda é incerta e há versões que vão desde dois amigos que precisavam desovar estoques de vodca e cerveja de gengibre, passam por um bartender americano e vão até um russo querendo se livrar de um estoque de canecas de cobre. Como se vê, a origem ainda é discutida mas a preferência pelo drink já é garantida em bares brasileiros.

A mudança de estação é a ocasião perfeita para preparar este drink refrescante.

Ingredientes

2 doses de Vodca
1 dose de suco de limão
Cerveja de gengibre (Ginger Beer) ou uma fatia de gengibre macerado e cerveja pilsen ou pale ale.
1 pedaço de limão
Gelo

Modo de Preparo

O copo indicado para esse preparo é o de cobre, como era costume nos EUA na década de 40, mas pode ser feito com um copo alto. Encha o copo com gelo e acrescente a vodca e o suco de limão.
Complete o copo com a cerveja de gengibre.
Caso não tenha a cerveja de gengibre, antes de colocar o gelo, macere um pedaço pequeno de gengibre no fundo do copo, acrescente o gelo, a vodca, o suco de limão e complete o copo com cerveja pale ale ou pilsen.
Misture levemente e decore com o pedaço de limão.

 

Tendências

Cobre, use e abuse

Pode anotar: o cobre chegou para ficar e é a maior tendência em decoração, design e moda atualmente. Diferente dos demais tons metálicos como dourado e prata, o cobre é muito mais democrático e se encaixa em diversos tipos de decoração – das mais requintadas às mais simples e modernas. A cor aparece em objetos decorativos descolados, em pequenas peças dispostas em ambientes neutros e em diversos utensílios de cozinha.

Antenada com as tendências internacionais, a Utilplast tem ítens em cobre que dão um toque moderno, elegante e jovial aos ambientes. Confira alguns ítens.

ítens em cobre para casa

  1. Caneca de alumínio Kauzar cobre 250 ml – 27540
  2. Forma de alumíno para bolo Flor de Lis Nordic Ware cobre 23,5 x 10 cm – 27466
  3. Fruteira de metal cobre 30 x 12 cm – 27567
  4. Liquidificador Osterizer Oster cobre 127 volts – 16258
  5. Porta papel toalha de aço inox Groove Umbra cobre 34 x 16 cm – 26678
  6. Porta ovo de metal cobre 21 x 21 cm – 27566
  7. Porta sabonete líquido de polipropileno Belly Vintage Ou cobre 15 x 8,5 cm – 27112
  8. Porta utensílios de metal cobre 16 x 12 x 12 cm – 27568
  9. Relógio de parede de plástico cobre branco 25 cm – 27579
  10. Xícara de café de vidro Conserve Moi Luminarc cobre 90 ml – 27416
  11. Suqueira de vidro com torneira Maxwell & Williams cobre 8,5 litros – 27005

12. Jogo de panela antiaderente Curry Brinox cobre 5 peças – 26392

Seja em grandes peças ou em pequenos detalhes, a cor ganhou todos os cômodos da sua casa. Desde a sala de estar até o jardim, eles acrescentam um toque moderno e cheio de atitude ao local. Atenção especial ao cobre metálico (em especial no tom rosado) que traz sensação de aconchego e nobreza ao ambiente.

Utilize garrafas, potes e vidros usados para fazer vasos que são a cara da estação.
Você só precisa de álcool, fita adesiva e tinta spray na cor cobre.
Limpe com álcool toda a superfície do objeto que você vai utilizar. Em seguida, aplique a fita em cada um para delimitar a área que será pintada. Se quiser, cubra a parte que não será pintada com um plástico ou papel alumínio. Depois é só utilizar o spray conforme instruções do fabricante. Aplique três camadas esperando em torno de dez minutos entre cada aplicação. Deixe a tinta secar completamente e use seus vasos espalhados pela casa, criando cantinhos cheios de charme.

Receitas Sobremesas

Apfelstrudel

Hoje começa a comemoração do Rosh Hashaná, o Ano Novo Judaico (Rosh = cabeça; Shaná = ano; ou seja, A Cabeça do Ano). Diferente do calendário gregoriano, utilizado na maioria dos países, o calendário judaico comemora hoje a chegada do ano 5778. Tradicionalmente, maçã e mel são consumidos na data para que o novo ano seja bom e doce. A maçã também aparece em sobremesas comuns nesta comemoração, como este Apfelstrudel.

INGREDIENTES

3 colheres (sopa) de manteiga
copo (americano) de água
2 ovos
½ kg de farinha de trigo
1 pitada de sal

PARA O RECHEIO

8 a 10 maçãs descascadas e fatiadas bem finas
200g de uvas passas sem sementes
2 colheres (sopa) de canela em pó
2 xícara (chá) de açúcar
Farinha de rosca o suficiente
Ovo batido para pincelar
Manteiga o suficiente
Açúcar para polvilhar

MODO DE PREPARO

Misture bem todos os ingredientes da massa até ela ficar bem trabalhada e lisa.

Deixe descansar por ½ hora.

Com um rolo, abra a massa bem fina e estenda sobre uma mesa polvilhada com farinha de trigo.

Sobre o lençol de massa, faça uma camada de fatias de maçã e, por cima, espalhe as passas sem sementes.

Polvilhe com açúcar e canela em pó.

Finalize polvilhando com um punhado de farinha de rosca bem fina e pedacinhos de manteiga.

Enrole com muito cuidado, como se fosse um rocambole.

Dobre as pontas, pincele com ovo batido e polvilhe com açúcar.

Leve para assar em forno médio (180ºC), preaquecido, por cerca de 40 minutos.

(fonte: portal Judaico)

 

Shaná Tová Umetuká! (Shaná = ano; Tová = boa; Metuká = doce; ou seja, Um Ano Bom e Doce)

Tendências

Tendências: as cores de 2018

A Pantone já apresentou suas predições de cores para 2018. Para desvendar o universo complexo dos conceitos da cor foram projetadas oito paletas distintas e inspiradoras para o ano que vem. As cores foram revitalizadas, os matizes foram harmonizados em novas combinações e direções que expressam uma nova abordagem e a busca constante por novidades.

Para chegar à cor do ano e às tendências para 2018, o Pantone Color Institute se debruça sobre a moda, arte, televisão, filmes, arquitetura, varejo, teatro, comida e bens de consumo. Quando o assunto são as cores, os metálicos, intensos e iridescentes (que refletem os tons do arco-íris) são destaque para o próximo ano. As paletas de cores lançadas pela Pantone são:

Verdure – com tons de verde

Playful –  conta com tons vibrantes de amarelo, azul e verde

Discretion – diversas tonalidades de rosa e roxo compõem esta paleta

TECH-nique – também vibrantes, as cores desta paleta “parecem brilhar de dentro para fora”

Far-fetched – focada nos tons quentes e terrosos

Resourceful – combina tons quentes e frios

Intricacy – com os “novos neutros”, esta paleta traz tons de preto, cinza, marrom e amarelo

Intensity – cores com força, poder, profundidade e sofisticação


As cores do ano começaram a ser definidas a partir de 1999, sendo o primeiro tom – para o primeiro ano do novo milênio – o azul cerúleo. Desde então, anualmente, a empresa reúne uma junta de profissionais de vários setores e não só de moda, que definem a cor seguinte. A prioridade máxima é eleger um tom que defina os problemas e as vitórias do momento.
Para 2017 a cor eleita pela Pantone foi a Greenery, uma cor refrescante e revigorante. Para saber qual será a cor eleita para 2018 será preciso aguardar até dezembro, mês em que a empresa faz oficialmente o anúncio. Quais são suas apostas?

Você sabia?
A Pantone Inc, sediada em Carlstad, Nova jersey, EUA é uma autoridade em cores há mais de 40 anos, oferecendo produtos e serviços para a comunicação e gerenciamento da cor. A empresa se tornou mundialmente conhecida através do sistema de medição PANTONE MATCHING SYSTEM, um sistema inovador para identificar, comparar e comunicar cores que resolve os problemas de reprodução de cores no mercado de artes gráficas. Posteriormente, este sistema foi expandido para outras indústrias, como tecnologia digital, moda, plásticos, arquitetura e tintas.

Dicas

Jardim vertical

Loft Up Coza

Um espaço pequeno não é mais desculpa para não ter um jardim em casa. A otimização dos espaços verticais permite a criação de pequenos jardins em áreas externas ou internas que, além de trazer o verde para perto, melhoram a qualidade do ar, reduzem a poluição sonora e ainda criam ambientes mais amigáveis e descolados.

É importante escolher espécies de plantas perenes para jardins verticais, plantas que não perdem suas folhas com as estações para que o jardim se mantenha sempre vistoso durante todo o ano.

Algumas espécies de plantas ajudam a esconder as estruturas de apoio do jardim vertical, são plantas com folhagem pendente, ou semi-pendente. Outra opção são as forrações, é possível variar as espécies de forrações para criar painéis coloridos e com texturas diferentes.

Plantas para Jardim Vertical – Sol Pleno:

  • Aspargo-pluma (Asparagus densiflorus)
  • Brilhantina (Pilea microphylla)
  • Barba-de-serpente (Ophiopogon jaburan)
  • Colar-de-pérolas (Senecio rowleyanus)
  • Clorofito (Chlorophytum comosum)
  • Flor-canhota (Scaevola aemula)
  • Flor-de-coral (Russelia equisetiformis)
  • Hera-inglesa (Hedera helix)
  • Jibóia (Epipremnum pinnatum)
  • Lambari-roxo (Tradescantia zebrina)
  • Orquídea-grapete (Spathoglottis unguiculata)
  • Liríope (Liriope spicata)
  • Tilândsia (Tillandsia sp)
  • Trapoeraba-roxa (Tradescantia pallida purpúrea)

Plantas para Jardim Vertical – Meia Sombra:

  • Antúrio (Anthurium andraeanum)
  • Asplênio (Asplenium nidus)
  • Babosa-de-pau (Philodendron martianum)
  • Barba-de-sepente (Ophiopogon jaburan)
  • Bromélia (Guzmania sp)
  • Columéia-peixinho (Nematanthus wettsteinii)
  • Chifre-de-veado (Platycerium bifurcatum)
  • Chuva-de-ouro (Oncidium sp)
  • Dedo-de-moça (Sedum morganianum)
  • Dinheiro-em-penca (Callisia repens)
  • Falenópsis (Phalaenopsis x hybridus)
  • Flor-batom (Aeschynanthus radicans)
  • Flor-de-maio (Schlumbergera truncata)
  • Liríope (Liriope spicata)
  • Peperômia (Peperômia scandens)
  • Rabo-de-gato (Acalypha reptans)
  • Ripsális (Rhipsalis bacífera)
  • Renda-portuguesa (Davalia fejeensis)
  • Samambaia (Nephrolepis exaltata)
  • Singônio (Syngonium angustatum)
  • Vriésia (Vriesea sp)

Uma opção para um projeto de jardim vertical é a Linha Loft Up da Coza, que tem ítens em plástico como barras que podem ser fixadas na parede e organizadores com tamanhos e cores variadas que são encaixados nas barras. Com essa versatilidade, é possível criar um jardim colorido e prático que certamente traz vida a qualquer ambiente. Conheça toda a linha clicando aqui e aproveite o desconto de até 20%OFF (*por tempo limitado).

Dicas

Dicionário de cozinha: O que é zester?

como utilizar zester

O zester é um ralador específico para produzir fatias finas, muito finas da casca de frutas cítricas. Essa precisão no corte é que garante que as raspas não peguem a parte branca da fruta, responsável pelo amargor.

Mas aí vem a dúvida: não posso utilizar um ralador comum para isso? Pode, mas ele fará tiras mais grossas e então será preciso um segundo corte em julienne com uma faca. Ainda assim, corre-se o risco de terminar com raspas amargas, comprometendo a receita.

Como usar:

Lave bem as frutas cítricas, ainda que esteja usando versões orgânicas. Seque-as também antes de utilizar o zester.

Arraste o zester sobre o limão ou laranja em sua direção. Não pressione demais para não atingir a parte branca da fruta.

Onde utilizar as zestes?

Na massa de madeleine
Para adicionar sabor a tortas, bolos e cremes
No sorvete de limão e outros sorvetes de cítricos
Adicione cor às saladas
Em marinada de azeite – ótimo para churrascos!
Para perfumar o chá
Para finalizar um cocktail
Na papillote de peixe
E onde for preciso um toque cítrico, fresco e aromático!