Dicas

Defumação Caseira

panela defumadora zwilling

Defumar peixe e carne é um costume centenário e o que costumava ser apenas uma técnica de preservação, evoluiu gradualmente para uma técnica culinária moderna. Chefs do mundo todo já se renderam a este processo – Heston Blumenthal do Fat Duck por exemplo, incluiu pratos como caviar defumado com caranguejo e um pirulito feito com salmão defumado com chá em seu cardápio.

O processo de defumação é uma opção de cozimento muito saudável, que não requer a adição de óleos e gorduras, e ainda assim cria alimentos muito suculentos e saborosos. Apesar de ser algo que remeta ao primitivo e pareça complicado e demorado, a tendência chega forte também às cozinhas domésticas, trazendo as características saudáveis, saborosas e convenientes de pratos defumados para o cardápio do dia-a-dia. E não se restringem apenas a carne e peixe! Você também pode defumar frutos do mar, legumes, manteiga, nozes, queijo e muito mais. Muito além do salmão, presunto e bacon, os sabores de fumaça trazem uma nova dimensão de sabor a muitos alimentos que não costumam estar associados com esta característica. Sinta-se livre para experimentar!

O bom é que você não precisa mais estar em uma caverna ou utilizar uma churrasqueira para conseguir deliciosos pratos com sabor defumado. O mercado já conta com diversos modelos domésticos, como a panela defumadora Zwilling. Ela faz uma defumação diretamente no fogão, transmitindo um sabor profundo e defumado a carnes, aves, frutos do mar e vegetais. Basta adicionar a madeira aromática à panela, colocar a placa de defumação por cima e o alimento na grelha acima. Tampada, a fumaça circula para produzir alimentos com sabor delicioso e defumado.

O que você precisar saber antes de usar sua panela defumadora Zwilling?

Tipos de madeira
Em geral as árvores frutíferas como cerejeira, jabuticabeira, macieira e goiabeira, são boas para a defumação, mas qualquer madeira dura e livre de resina e produtos químicos pode ser utilizada para defumar alimentos. O eucalipto é uma madeira bastante utilizada pela abundância e baixo custo. Carvalho é uma escolha clássica suave, um bom polivalente, enquanto nogueira dá um sabor forte, ótimo com carne de porco. A madeira de macieira é doce e leve, boa para frango e peixe. Não consegue lascas de madeira? Algumas folhas de chá também funcionarão!
Tipos de madeiras diferentes resultam em sabores diferentes. Se possível, experimente misturar tipos distintos de madeiras para criar sabores únicos. Evite madeiras que contenham resinas ou qualquer tratamento químico, como verniz ou tinta.

Adicione outra camada de sabor
Podem ser utilizados grãos de pimenta e temperos em folhas que conferem ainda mais sabor. Ervas como tomilho, louro, alecrim ou especiarias como cravo; canela em pau e cascas de cítricos, como limão e laranja também são ótimas opções para agregar mais sabor aos defumados caseiros.

Tempo de cozimento
O tempo de defumação depende do tipo e do tamanho do alimento, enquanto o grau de defumação vai do gosto pessoal. Uma posta de peixe, por exemplo, ganha o bom sabor defumado, sem perder a delicadeza, em cerca de cinco minutos; hortaliças como brócolis e couve flor demoram um pouco mais (em média dez minutos para cada 200 g). A carne é o alimento que leva mais tempo e depende muito do tamanho da peça.

https://www.utilplast.com.br/panela-defumadora-twin-zwilling-28-cm---12711-12711/p
Gostou da ideia? Conheça a panela defumadora Zwilling e comece agora mesmo a produzir deliciosos sabores defumados em casa!

Acontece Entradas Receitas Vegetais

EVENTO BODY & SOUL IGUATEMI – UTILPLAST BY TRAMONTINA

evento utilplast by tramontina

Aconteceu no dia 28/03 a aula Utilplast by Tramontina com o chef Elzio Callefi no espaço Lounge One do Shopping Iguatemi.
No encontro, o chef demonstrou o uso da panela Tramontina Lyon, bem como liquidificador e mixer da linha Tramontina by Breville. O evento descontraído fez parte da programação Body & Soul da rede Iguatemi e contou com a participação de clientes e seguidores Utilplast.

(saiba mis sobre a Panela Lyon Tramontina)

As receitas ensinadas pelo chef e degustadas pelos participantes foram:

GASPACHO ANDALUZ

Tempo de preparo: 10 minutos
Rendimento: 6 porções

INGREDIENTES

5 tomates italianos maduros e firmes
1 dente de alho ½ cebola branca
½ pimentão vermelho ½ pimentão amarelo
½ pepino japonês 50ml de vinagre de vinho branco
100g de pão adormecido
100ml de água
gelo
sal e pimenta do reino à gosto
Azeite para finalizar

MODO DE PREPARO

1. Lave os vegetais em água corrente e em seguida corte em pequenos pedaços e reserve.
2. Hidrate o pão adormecido com água.
3. Coloque todos os ingredientes no liquidificador e tempere com sal e pimenta a gosto.
4. Bata por 2 minutos e coe se desejar.
evento utilplast by tramontina

ESPAGUETE DE PUPUNHA AO MOLHO DE LEITE DE CASTANHA DO PARÁ E SALMÃO

Tempo de preparo: 25 minutos
Rendimento: 2 Porções

INGREDIENTES

200g de espaguete de pupunha
2 litros de água com sal
350ml de água
150g de castanha do pará
4 talos de cebolinha (parte branca)
1 raminho de dill
1 colher de chá de farinha de tapioca
1/2 cebola média picada 2 dentes de alho (para o molho)
2 dentes de alho (para refogar o espaguete)
2 colheres de sopa de azeite (para o molho)
2 colheres de sopa de azeite (para refogar o espaguete)
100g de salmão defumado
Raspas de 1 limão siciliano
Sal e pimenta do reino a gosto
Cebolinha para decorar

MODO DE PREPARO
1. Em um liquidificador bata as castanhas com a água junto com os talos de cebolinha e o dill, em seguida passe por uma peneira fina e reserve.
2. Em uma panela funda aqueça a água com sal até ferver em seguida abaixe o fogo e coloque o espaguete de pupunha. Deixe cozinhar por 3 minutos retire, escorra a água e reserve.
3. Em uma panela Lyon aqueça o azeite e refogue a cebola e alho.
4. Coloque o leite de castanha do pará na panela deixe ferver por 5 minutos e em seguida a farinha de tapioca mexendo bem para não empelotar. Tempere com sal e pimenta do reino
5. Misture até levantar fervura.
6. Coloque o salmão defumado picado, misture com cuidado e deixe descansar com a panela tampada por 3 minutos.
7. Em uma frigideira aqueça outra parte do azeite e doure o alho, em seguida refogue o espaguete reservado misturando bem.
8. Em um prato fundo sirva o espaguete de pupunha refogado no alho e por cima com o auxilio de uma concha sirva uma porção generosa de molho.
Decore com cebolinha e raspas de limão sirva em seguida.

evento utilplast by tramontina

QUER PARTICIPAR DAS AULAS E EVENTOS UTILPLAST? ACOMPANHE NOSSOS PERFIS NAS REDES SOCIAIS.

Acontece

Workshop | Arranjos Criativos

workshop arranjos criativos

Como fazer arranjos com o que você tem em casa. 

De panelas à xícaras de café, potes, moringas, bules… tudo se transforma em lindos arranjos.
Aprenda com Renata Gammarano da @helloflowers como transformar objetos do dia a dia e espalhar flores pela casa.
Participe! Evento gratuito.
workshop arranjos criativos

Quando:
07/05/2018, segunda
Das 15h às 17h
Utilplast Iguatemi
Shopping Iguatemi SP
Piso Superior

(Clique para ver o mapa)

Acompanhe nossas redes sociais e fique por dentro de tudo que acontece na Utilplast.

Acontece Entradas Principais Receitas Saladas

Evento Body & Soul Iguatemi – Utilplast by Le Creuset

evento le creuset

Aconteceu no dia 27/03 a aula Utilplast by Le Creuset com a chef Bel Coelho no espaço Lounge One do Shopping Iguatemi. O encontro cheio de receitas deliciosas fez parte da programação do evento Body & Soul da rede Iguatemi e contou com a participação de clientes e seguidores Utilplast.

As receitas ensinadas pela chef e degustadas pelos participantes foram:

SALADA VERMELHA

Para 6 pessoas

INGREDIENTES

• 200 g de beterraba
• 200 g de tomate sweet grape, picado em quatro
• 80 ml de suco da melancia
• 100 ml de azeite extra virgem
• 60 ml de vinagre de maçã orgânico ou balsâmico
• 20 ml de gengibre, suco
• 100 g queijo feta ou de cabra, cortado em cubos
• 80 g baru sem casca ou amêndoas
• Folhas frescas de manjericão anão a gosto
• Botão de manjericão a gosto
• Sal a gosto
• Pimenta do reino a gosto

MODO DE PREPARO

• Descasque a beterraba e corte-a em cubos de um 1 cm. Tempere-a com sal, pimenta, um pouco de azeite e asse embrulhada em papel alumínio, em forno médio por 20 minutos ou até que fiquem macias. Deixe esfriar.
• Faça um vinagrete com o suco de melancia, gengibre, vinagre de azeite.
• Misture todos os ingredientes e tempere a salada a gosto. Sirva em taças de vidro ou cristal.

BRANDADE DE PIRARUCU, AR DE TUCUPI, AZEITE DE JAMBU E COUVE CROCANTE

Para 6 pessoas

INGREDIENTES
Para a o azeite de jambu e crocante de couve

• 150 ml de óleo de girassol
• 1 maço de couve sem o caule fatiada fininha
(o caule pode usado para sopas e caldos)
• 100 ml de azeite extra virgem
• Meio maço de jambu

Para o ar de tucupi

• 200 ml de tucupi
• 10 g de lecitina de soja
• Sal e pimenta a gosto

Para a brandade

• 300 g de pirarucu seco e já dessalgado
• 100 g de cebola fatiada
• 100 g de alho poró fatiado
• 300 g de mandioca descascada e ralada
• 2 folhas de louro
• Azeite extra virgem
• Sal e pimenta a gosto
• Salsinha picada a gosto

MODO DE PREPARO

Azeite de Jambu e crocante de couve

• Frite as folhas de jambu em óleo de girassol quente e seque-as em papel toalha.
• Frite a couve até que esteja crocante e seque-a. Bata 1/2 da quantidade de couve com o jambu e o azeite extra virgem e coe esse azeite. Reserve o azeite.
• Tempere o restante da couve a gosto

Ar de tucupi

• Ferva o tucupi e reduza-o a 2/3 do volume original. Adicione a lecitina e temperos e bata o líquido com um hand mixer até obter uma espuma.

Brandade

• Cozinhe o pirarucu em água e fogo brando por 15 minutos. Faça lascas do bacalhau e reserve o líquido do cozimento. Em panela antiaderente sue a cebola e alho poró com as folhas de louro. Adicione a mandioca ralada e deixe refogando até amolecer a mandioca.
• Acrescente caldo do cozimento do peixe sempre que necessário.
• Adicione as lascas de pirarucu e continue refogando. Ao final, quando a mandioca estive quase com um aspecto de purê, adicione o azeite e tempero. Sirva uma colher de sopa por pessoa com a couve crocante, azeite de jambu, ar de tucupi e uma flor de jambu.

evento le creuset
TARTARE DE ABACAXI COM TAPIOCA E COCO BRULÉE E BABA DE MOÇA

Para 4 pessoas

INGREDIENTES

Para o tartare

• 2 xícaras de abacaxi em cubos bem pequenos
• 1 xícara de tapioca
• 3 colheres de sopa de coco ralado
• 3 colheres de sopa de açúcar
• 2 xícaras de leite
• 1 xícara de leite de coco
• Açúcar para queimar
• Folhas e flores de manjericão para decorar
• Flores comestíveis para decorar

Para a baba-de-moça

• 2 xícaras de leite de coco
• 6 gemas
• 3/4 xícaras açúcar
• 1/2 xicara de água

MODO DE PREPARO

Tartate de abacaxi

• Hidrate a tapioca com o leite de coco e o leite fervidos e misture com o coco ralado.
• Adoce a tapioca com as três colheres de açúcar.
• Para a montagem do tartare, utilize um aro de cerca de 6 cm de diâmetro. Coloque uma camada de abacaxi de 3 cm, outra de tapioca de 1 cm.
• Retire o aro, polvilhe o tartare com o açúcar e queime a superfície com um maçarico.
• Coloque a baba-de-moça em volta e decore com as flores e folhas de manjericão.
Se não tiver maçarico, não use o açúcar para queimar.

Baba de moça

• Coloque o açúcar e a água em uma panela e leve ao fogo alto mexendo por um minuto.
• Deixe por mais cinco minutos em fogo médio até obter uma calda espessa.
• Peneire as gemas e misture-as com o leite de coco.
• Coloque um pouco da calda de açúcar no leite de coco com as gemas. Depois, coloque tudo mexendo sempre.
• Volte a mistura ao fogo lento, mexendo sempre, sem deixar ferver até engrossar um pouco.
• Retire a baba, deixe-a esfriar e utilize-a como necessário.

Quer participar das aulas e eventos Utilplast? Acompanhe nossos perfis nas redes sociais.

Nossas Marcas

Tramontina Lyon 360

tramontina lyon

Muito mais que panela, a linha Lyon da Tramontina foi desenvolvida para abrilhantar ainda mais suas receitas com a função de um forno. De alumínio forjado com revestimento interno de antiaderente Starflon T5 e externo de poliéster siliconado, conta com maior durabilidade, maior antiaderência e sua espessura proporciona melhor cozimento e maior economia no preparo de pratos. O pegador da tampa é de aço inox que dá o toque especial a linha. Pode ser utilizada nos fogões a gás, elétrico, vitrocerâmico (resistência elétrica) e indução e ir à máquina de lavar louças.

Com a Lyon 360 Tramontina, suas receitas terão sucesso garantido! Só ela transforma peças inteiras, mesmo congeladas, em assados tenros e dourados. Faz um delicioso pudim, pronto em menos tempo. Prepara grelhados suculentos. Assa pães fresquinhos e crocantes, rocamboles, bolos altos e fofinhos mais rápidos do que no forno convencional, e ainda panetones com gotas de chocolate o ano inteiro!tramontina lyon
Mais prática
Você vai se surpreender: a panela Lyon 360, além de forno, descongela alimentos, pode ser utilizada para frituras, preparo de alimentos em geral, doces, omeletes, massas e tudo mais que você inventar.

Mais saudável
Uma receita especial da Tramontina: você pode preparar vários pratos sem óleo ou gordura, como carnes, por exemplo. Com as saliências internas da tampa, o vapor é condensado e retorna em gotas, de maneira uniforme, por todo o alimento, conservando os nutrientes e realçando o sabor natural da comida. Além de evitar que aquele vapor indesejável fique escorrendo para fora da panela.

Mais qualidade e tecnologia
Vedação perfeita entre tampa e corpo, criando uma condição de forno.

Mais rápida
Isso que é fast-food: os seus pratos ficarão prontos muito mais rápido. A Lyon 360 é mais espessa que as panelas comuns, permitindo uma distribuição uniforme do calor e diminuindo o tempo de cozimento.

Mais econômica
A Lyon 360 prepara pratos em menos tempo, consumindo menos gás e energia. Não é perfeita para os dias de hoje?

Mais precisão
Com a Lyon 360, é possível controlar melhor o cozimento e deixar os alimentos no ponto certo.

tramontina lyon

Acompanham a Lyon 360:
• 1 Forma para bolo/pudim, com revestimento interno e externo em antiaderente.
• 1 Panela com tampa grill, com revestimento interno em antiaderente e externo em poliéster siliconado. Corpo e tampa com fundo de indução.
• 2 Formas para pães, com revestimento interno e externo em antiaderente.
• 1 Grelha em aço inox.

LYON 360
A panela que é tudo. Até panela.

tramontina lyon
Clique para ver o produto em nossa loja online

tramontina lyon tramontina lyon

Dicas

Como montar um terrário

como montar um terrario

Quer adicionar mais verde em sua casa mas não tem espaço para isso? Então, um terrário é exatamente o que você precisa! Um terrário é uma coleção de pequenas plantas decorativas que crescem em um ambiente fechado ou semi fechado. Estes mini jardins de mesa são divertidos de criar e são uma ótima maneira de trazer a natureza para espaços internos. Decorativos e fáceis de cuidar, estes pequenos jardins ainda podem virar um presente criativo e super exclusivo. Mãos a obra?

Você vai precisar de:

Recipiente de vidro
Você precisará de algum tipo de recipiente de vidro para criar seu terrário e pode escolher um novo ou reaproveitar algum de sua casa, como uma chaleira de vidro, uma sopeira, garrafa larga, etc. Apenas certifique-se que ele tenha profundidade suficiente e uma abretura que permita acesso às plantas.

Pedras Pequenas ou Seixos
Pequenas pedras ou pedrinhas serão usadas como base do seu terrário. Os pequenos seixos atuam como drenagem de água para as raízes das plantas para garantir que o excesso de água não fique no solo e cause umidade.

Carvão Ativado
Você não precisa de muito – uma fina camada de carvão ativado mantém a água fresca e ajuda a combater o crescimento bacteriano em seu terrário.

Solo
Opte por um solo leve e de boa drenagem, de preferência com musgo. Se possível, com o musgo esfagno. No mercado existem misturas especiais para usar se você estiver plantando cactos ou suculentas.

Musgo
Colocar uma camada de musgo no fundo de um terrário é uma boa ideia, já que ele age como uma esponja que absorve o excesso de umidade.

Plantas
Não seria um terrário sem a vegetação. Escolha algumas das suas plantas preferidas para usar no seu terrário. Plantas aéreas, suculentas e mini-cactos são ótimas opções. Selecione plantas que sejam pequenas o suficiente para o seu recipiente de vidro. Nada de plantas apertadas! Deixe espaço entre elas. As plantas que se dão bem com a umidade são mais propensas a prosperar em seu terrário. Embora suculentas e cactos não sejam os maiores fãs da umidade, você pode compensar usando um recipiente de vidro com uma abertura menor.

Pequenas ferramentas de jardinagem
Ter pequenas ferramentas irá ajudá-lo a criar e situar todos os itens do seu terrário.

Passo 1:
Cubra o fundo do seu terrário com uma camada fina de pequenas pedras ou seixos. A camada inferior de pequenos seixos atuará como drenagem para o seu terrário.

Passo 2:
Adicione uma camada muito fina de carvão ativado.

Passo 3:
Coloque o musgo. Isto evitará que a terra grude embaixo do cascalho, além de absorver o excesso de umidade.

Passo 4:
Coloque a terra. Dependendo do tamanho do seu terrário e do comprimento das raízes das plantas, você irá precisar de uma camada de terra com cerca de 5 a 8 centímetros. Aperte levemente a terra para eliminar o ar. Faça os orifícios na terra onde suas plantas serão posicionadas.

Passo 5:
Agora é hora de adicionar suas plantas.
Comece plantando sua maior planta primeiro. Remova a planta de seu recipiente e sacuda as raízes para tirar o excesso de terra. Com cuidado, coloque-a no buraco previamente preparado. Aplane a terra em volta da planta. Repita o processo com as outras plantas.
Dica: Use luvas ao manusear cactos ou qualquer outra planta espinhosa.

Passo 6:
Depois de todas as suas plantas estarem dispostas no vaso de vidro, complete o visual com uma camada de pedrinhas ou acrescente personalidade em seu jardim com pequenos enfeites e objetos decorativos. Finalize com uma pequena rega.

Certifique-se de regar levemente a base a cada duas semanas ou uma vez que o solo parece ter secado. Suculentas e cactos podem receber água uma vez por mês (observação: terrários totalmente fechados não precisam de água). Você também pode manter seu terrário em uma área que receba luz solar direta. As plantas agradecem.

como montar um terrario como montar um terrario como montar um terrariocomo montar um terrario

Você Sabia?

Tapas & Pinchos

aperitivos

Populares na Espanha, as tapas e pinchos são aperitivos perfeitos para um encontro com amigos ou happy hour. Fáceis de preparar, e sobretudo de comer, estas preparações são ótimas para compartilhar e podem ter tantas variações quanto sua criatividade permitir. E criatividade é o que não falta aos chefs espanhóis, que ano após ano, vem transformando tapas e pinchos em verdadeiras obras de arte. Mas, afinal, qual a diferença entre eles?

Tapas são pequenas preparações – uma espécie de mini-refeição, que pode variar de algo simples e pequeno como uma seleção de azeitonas, a preparações mais complicadas como Patatas Bravas – que os espanhóis costumam comer em bares antes do jantar. A palavra tapas significa “cobrir” e uma história diz que antigamente os freqüentadores de bares usavam tapas para cobrir seus copos de xerez com o objetivo de manter as moscas longe.

Pinchos, por outro lado, são pequenos aperitivos frios ou quentes que são servidos espetados no pão. Eles são especialmente populares no norte da Espanha, onde os bares costumam exibir sua seleção fria em um balcão. Para contabilizar a conta, os garçons contam os espetos deixados no prato!

Que tal buscar inspiração nos dois preparos e criar aperitivos incríveis em casa?
aperitivos

aperitivos

aperitivos

aperitivos

aperitivos

aperitivos

aperitivos

Que tal conferir uma seleção incrível de petisqueiras? Clique aqui!

Receitas Vegetais

Chips assados

como preparar chips assados

Que tal um lanchinho saudável e que aproveita integralmente o alimento? Aposte nos chips de vegetais, que são assados, super práticos de preparar e podem ser feitos com seu vegetal favorito e também com frutas. Cenoura, beterraba, inhame, jiló, mandioquinha, berinjela, abobrinha, batata-doce, rabanete, abóbora, maçã, abacaxi … é só escolher seu favorito.

Além de opção saudável de lanche, os chips também viram um acompanhamento delicioso para grelhados – aposte nas frutas como figo e maçã verde e surpreenda-se.
O preparo dos chips de abobrinha e berinjela dispensa o uso de azeite, mas é essencial passar uma fina camada se você preferir os chips de batata-doce, mandioquinha, inhame ou beterraba.

INGREDIENTES

2 unidades médias do legume que preferir bem lavados, com a casca e cortados em fatias finas (1mm mais ou menos).
Alecrim a gosto.
Sal e pimenta quanto baste.

MODO DE PREPARO

Aqueça o forno a 180ºC durante 15 minutos. Fatie em rodelas de 1mm mais ou menos (dica: use uma mandoline para facilitar a tarefa!)

Misture o azeite com o sal e passe uma fina camada em todos os chips. Coloque os chips em uma assadeira levemente untada, com papel manteiga ou tapete de silicone, polvilhe a pimenta que preferir e o alecrim a gosto.

Asse-os por 20 a 30 minutos mais ou menos (depende do forno) de cada lado. Como cada forno tem uma potência diferente, vale checar constantemente para ver se já estão bons. Retire do forno quando estiverem dourados em volta e crocantes.

Se não for comer imediatamente, espere esfriar e guarde em um pote hermético para manter a crocância.

DIcas:
No caso da batata-doce e da berinjela, experimente deixá-las de molho antes de colocar no forno. Seque bem com um papel toalha antes de assar. A batata-doce fica mais crocante e a berinjela menos amarga.
Para fazer chips de frutas, utilize óleo de côco e elimine o sal e a pimenta. Depois de assados você pode polvilhar um pouco de canela e seguir a mesma dica de armazenamento.como preparar chips assados como preparar chips assados

Dicas

Banheiro limpo com 5 dicas

banheiro limpo com cinco dicas

A pesquisa atestou que o banheiro é o local mais cheio de germes de uma residência. No entanto, ele também é o cômodo que se limpa com mais frequência e, sendo assim, muitas vezes acaba não sendo tão “perigoso” nesse aspecto quanto outros locais que ficam “esquecidos”, apenas acumulando sujeira – e, consequentemente bactérias e outros tipos de microorganismos.

Para evitar a proliferação de bactérias neste ambiente tão propício, o calendário de limpeza sugerido inclui uma limpeza rápida diária (retirar lixo, utilizar a escova de vaso e ventilar o ambiente). Uma ou duas vezes por semana deve ser feita uma limpeza mais profunda, que inclui lavar o banheiro e desinfetar vaso e pia. A cada quinze dias a dica é limpar os rejuntes, que acumulam muita sujeira – uma solução em um borrifador com meia parte de água, meia de vinagre e uma colher de sopa de bicarbonato de sódio. Depois de pronta a solução, deve-se borrifá-la nas paredes e deixá-la agir por cerca de 30 minutos. Depois de 30 minutos, é só passar um pano úmido. Os tapetes podem ser lavados semanalmente e os armários devem ser limpos a cada quinze, aproveitando para checar a validade de cosméticos e perfumaria.

(confira nossas dicas para conservar maquiagem)

Para a limpeza

Chuveiro

Despeje uma grande quantidade de vinagre branco em uma sacola de plástico (o suficiente para submergir o bocal do chuveiro) e amarre-o no lugar para uma imersão durante a noite. Retire-o de manhã e abra a água para enxaguar. Se o banheiro tem cortinas de plástico e forros a dica é usar um ciclo rápido na máquina de lavar com o seu detergente regular e algumas toalhas velhas, que atuam como purificadores para ajudar a se livrar da escuma de sabão e bolor. Deixe secar antes de levá-las de volta ao banheiro. No box uma pasta com algumas gotas de vinagre branco e uma xícara de bicarbonato de sódio vão deixá-lo limpinho! Aplique a pasta diretamente no box. Deixe descansar por uma hora e esfregue com um pano de microfibra. Depois é só enxaguar e polir com um pano novo e seco de microfibra. A banheira é um problema menor – uma lavagem semanal geralmente é suficiente, mas para um brilho extra, encha-a com água quente e depois escorra. Aplique um produto de limpeza e deixe descansar por 15 minutos antes de esfregar.

Dica esperta: limpe a condensação de todas as superfícies após o banho e deixe a janela aberta durante uma hora por dia para baixar o nível de umidade.

banheiro limpo com cinco dicas

Revestimentos cerâmicos, parede, teto
Lave as bancadas, as paredes e o teto com o limpador multiuso e ligue o chuveiro, pondo a água quente em funcionamento até que o vapor se acumule (cerca de cinco minutos). Desligue a água, feche a porta ao sair e deixe o vapor e o limpador agindo por 20 minutos. Em seguida, limpe todas as superfícies com um pano limpo. Para alcançar pontos altos, use um esfregão de microfibra limpo e seco. Limpe o chão também, mas somente depois de terminar o resto do trabalho no teto e parede.

Dica esperta: para minimizar as marcas de água na cerâmica, aplique uma camada de cera de carro uma vez por ano. A água não acumula e escorre. Tintas resistentes a mofo também podem ajudar nas paredes e tetos.

Vaso
Despeje uma xícara de bicarbonato de sódio no vaso. Deixe descansar por alguns minutos; escove e lave. Use a própria escova de vaso sanitário, que deve ser limpa após cada uso. Mergulhe a escova em um recipiente com cloro, deixe repousar por alguns minutos e depois mergulhe em água limpa. Ela também pode ficar por algum tempo em recipiente com água morna e sabão e depois em água limpa.

Dica esperta: mantenha a tampa do vaso sempre fechada.
banheiro limpo com cinco dicas

Pia
Despeje vinagre branco ou bicarbonato de sódio pelo ralo e lave com água quente. Para a torneira, uma boa dica é o uso de lenços desinfetantes descartáveis, que reduzem significativamente as bactérias – panos podem apenas mover os germes de um ponto para outro. Se você precisar usar panos, seja cuidadoso sobre onde cada um é empregado e armazenado. Fio dental é perfeito para lidar com aquele espaço estreito e encardido onde a base da torneira se encontra com a pia.

Dica esperta: aplique óleo de bebê na saboneteira para evitar que a barra fique grudada.

Toalhas
Substitua as toalhas a cada três ou quatro dias pois elas seguram muito a umidade e isso é um prato cheio para bactérias.

Dica esperta: em vez de pendurar as toalhas molhadas em um gancho, onde as dobras se forma, prefira estendê-las em uma barra, onde o ar pode circular. Não se esqueça de limpar a barra de toalha de vez em quando! 

Nunca é tarde para lembrar…
Os cestos de lixo do banheiro devem ser esvaziados diariamente e limpos regularmente. E atenção: os modelos abertos estão vetados! Prefira aqueles com tampas e mantenha-os sempre fechados.
Use luvas ao limpar o banheiro.
Na hora de utilizar a descarga, a tampa do vaso sanitário deve estar fechada!  Aberta, os resíduos espalhados pela força da água podem contaminar o ar e o ambiente.
Lentes de contato não devem ficar expostas para evitar a contaminação. Mantenha-as sempre em seu recipiente fechado.
Por último, mas não menos importante, lave sempre as mãos sempre que usar o banheiro.

banheiro limpo com cinco dicas
* Confira nossa seleção de itens para limpeza.

Receitas

Bacalhau do Porto

receita de bacalhau do porto

A Igreja Católica, na época da Idade Média, mantinha um rigoroso calendário onde os cristãos deveriam obedecer os dias de jejum, excluindo de sua dieta alimentar as carnes consideradas “quentes”. O bacalhau era uma comida “fria” e seu consumo era incentivado pelos comerciantes nos dias de jejum. Com isso, passou a ter forte identificação com a religiosidade e a cultura do povo português. O rigoroso calendário de jejum, onde durante mais de um terço do ano não se podia comer carne, foi aos poucos sendo desfeito, mas  a tradição do bacalhau se mantém forte nos países de língua portuguesa até os dias de hoje, principalmente no Natal e na Páscoa, as datas mais expressivas da religião católica.

Mas nem só de tradição religiosa vive o pescado. Ele também entra em um cardápio saudável devido ao seu baixo teor de gordura e por ser rico em proteínas de elevado valor biológico. Contém altos teores de vitaminas A, E, B6 e B12, sódio, cálcio, fósforo, magnésio e de Ômega 3. Além de suas propriedades nutricionais, o bacalhau é um ingrediente versátil. Com diversos tipos de cortes, ele pode ser preparado de muitas maneiras, resultando sempre em pratos saborosíssimos, como o Bacalhau do Porto.

INGREDIENTES

1kg de lombo de bacalhau
15 batatas bolinha lavadas com casca
15 mini cebolas descascadas
20 tomates cereja
12 ovos de codorna cozidos e descascados (opcional)
cerca de 2 xícaras de azeitonas pretas
8 dentes de alho com casca
2 folhas de louro
grãos de pimenta 
Azeite de oliva extra virgem 

MODO DE PREPARO

Dessalgue o bacalhau. Corte o lombo em postas de aproximadamente 3 dedos e deixe-os de molho numa tigela com água por 48 horas. Durante este período troque a água a cada 8 horas. Escorra e reserve as postas.
Cozinhe as batatas bolinha em água fervente por 20 minutos. Escorra a água e reserve as batatas.
Em uma panela grande de ferro que possa ir ao forno, coloque as batatas, os dentes de alho e as folhas de louro. Acrescente os tomates cereja e as cebolas. Por cima, disponha as postas de bacalhau e as azeitonas. Regue com bastante azeite.
Tampe a panela e leve ao forno preaquecido a 220°C por 45 minutos. Finalize com os ovos de codorna na hora de servir.

* confira nossa seleção de travessas para servir